quarta-feira, 26 de outubro de 2016

ONG que atende soropositivos diz que está faltando comida para os pacientes

Fundada em 1993, a ONG Gestos atende semanalmente 100 pessoas em condição de vulnerabilidade social. Foto: Peu Ricardo/Esp.DP

Diário de Pernambuco

Fome. Essa é a situação de um grupo de soropositivos atendidos pela ONG pernambucana Gestos,que oferece atendimento multidisciplinar voltado aos pacientes que lutam contra HIV/AIDS. A ONG, fundada em 1993, atende semanalmente 100 pessoas em condição de vulnerabilidade social.

O fato de os pacientes não se alimentarem satisfatoriamente vem impactando diretamente no tratamento, já que muitos só fazem uso da medicação durante as refeições. "Os que não aderem à terapia geralmente são os mais necessitados. O efeito colateral do remédio faz com que a maioria prefira se medicar durante a alimentação. Porém, muitos não chegam sequer a ter o que comer", afirma a advogada Kariana Guéiros. 

De acordo com a instituição, grande parte dos atendidos está fora do mercado de trabalho e não possui atividade remunerada, tendo como principal "fonte de renda" as doações da família. A situação geral dos pacientes da ONG não é muito melhor: 33% do público atendido têm o ensino médio completo e a maior parte vive com um salário mínimo.

Sem o básico 

Para a assistente social da Gestos, Fabrícia Moura, uma boa alimentação é condição imprescindível para o tratamento. "Os pacientes que têm uma segurança alimentar respondem à terapia com uma melhor adesão aos medicamentos (que possuem diversos efeitos colaterais). Assim, pode-se garantir uma boa qualidade de vida aos portadores do HIV/AIDS".

A ONG se mantém por meio de financiamentos de cooperação internacional, por meio de licitação, e de doações da sociedade. Mas a demanda com os pacientes em vunerabilidade social tem aumentado e os os recursos estão insuficientes para todas as necessidades.

A Gestos disponibilizou sua conta bancária para quem quiser ajudar: Banco do Brasil, agência: 3108-9, conta 9071-9. Quem preferir, também pode doar cestas básicas e/ou materiais de higiene, indo até a instituição, localizada na Rua dos Médicis, 68, bairro da Boa Vista, no Recife.

Nenhum comentário :

Postar um comentário