domingo, 16 de outubro de 2016

PARTIDOS GANHARAM 1,4 MILHÃO DE NOVOS FILIADOS EM 4 ANOS

247 - O número de pessoas filiadas a partidos políticos no Brasil passou de 15,1 milhões para 16,5 milhões, entre as eleições de 2012 e 2016. Um aumento de 9,63%, segundo levantamento do portal iG, com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Nesse mesmo intervalo, a população brasileira cresceu 6,5%, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Crescimento ocorre no período da maior crise política do País, com a realização de um golpe parlamentar contra a presidente Dilma Rousseff e manifestações de repúdio a partidos de várias matizes ideológicas. 

O PMDB, partido do presidente Michel Temer e principal articulador do golpe de 2016, registrou crescimento de 1,87% no número de filiados no período. Em setembro deste ano, a agremiação tinha quase 2,4 milhões de filiados em todo o Brasil, o equivalente a 14,5% do total. 

O PSDB foi a sigla que mais cresceu nos últimos quatro anos, segundo o levantamento. Número de tucanos cresceu 6,67%, passando de 1,3 milhão para 1,4 milhão. Com o aumento, o PSDB é agora o terceiro maior partido do país. 

O PT se manteve como segundo maior partido em número de filiados, com quase 1,6 milhão de pessoas. No entanto, sua taxa de participação caiu de 10,3%, em 2012, para 9,6% em 2016.

Considerando todos os partidos, o PSOL foi o que mais cresceu entre 2012 e 2016: 84,04%, o que representa um aumento de 65.890 para 121.266 filiados - 55.376 a mais, portanto. O PPL apresentou variação proporcionalmente superior (171,3%). Entretanto, a base de comparação é mais fraca: a legenda tinha 13.971 associados em 2012, chegando, neste ano, a 37.903: mais 23.932.

Leia mais na reportagem de Fábio Munhoz.

Nenhum comentário :

Postar um comentário