quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Temer ironiza protesto e sugere que ofereçam emprego a manifestantes

Gustavo Uribe
Folha de São Paulo

O presidente Michel Temer ironizou nesta quinta-feira (27) protesto de centrais sindicais realizado desde o início da semana contra a flexibilização dos direitos trabalhistas na Praça dos Três Poderes, em frente ao Palácio do Planalto.

Em discurso durante sanção de projeto que amplia prazo de parcelamento de dívidas tributárias, o peemedebista disse que os manifestantes que protestavam com vuvuzelas "aplaudem este grande momento do governo federal".

"Neste auditório, ouvimos palavras de incentivo e aplausos entusiasmados. E eu verifico que, lá fora, aqueles que não puderam entrar, para comemorar esse grande ato do governo, com suas vuvuzelas também aplaudem este grande momento", disse.

O presidente ainda pediu para os empresários e presentes na solenidade que, ao saírem do Palácio do Planalto, ofereçam emprego aos manifestantes que estiverem desempregados.

"Quem sabe, quando os senhores saírem, convidam aqueles que estão lá fora. Se não têm emprego, quem sabe arruma emprego. Acho que é uma fórmula muito adequada", disse.

Com carros de som e balões de gás, os manifestantes protestam contra a sanção de projeto que legaliza a contratação de pessoas jurídicas para a prestação de serviços como os de cabeleireiros, barbeiros e manicures.

Além da medida, o presidente sancionou proposta que elevou de 60 para 120 meses o prazo para parcelamento de dívidas tributárias de micro e pequenas empresas.

Em discurso, o presidente ressaltou que o empenho do governo federal tem sido para reduzir o número de desempregados no país e defendeu a necessidade de uma harmonia entre todos os setores sociais.

Nenhum comentário :

Postar um comentário