quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Estudantes são liberados após conflito em escola no Ibura

Manifestantes e representantes de entidades de Direitos HumanosFoto: Gabriel Dias

Folha de Pernambuco

Foram liberados por volta das 16h desta quinta-feira (10) os integrantes do grupo que havia sido detido durante o confronto com a polícia na ocupação da Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Dom Sebastião Leme, no bairro do Ibura, Zona Sul do Recife. 

Depois de liberado, o grupo segue para o Ministério Público onde prestará denúncia de agressão. Eles pretendem ainda ir ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo delito. Na saída da Central de Flagrantes, o grupo não quis falar com a imprensa, mas posou para a foto acima quando o último homem foi liberado, junto com outros manifestantes e representantes de entidades dos direitos humanos.

Nesta quinta-feira (10) os alunos, tiveram uma manhã tumultuada em frente à instituição de ensino. Por volta das 8h os estudantes foram impedidos de entrar no local porque tinham como objetivo montar uma ocupação contra mudanças ocorridas na educação. O ato também é um manifesto que se opõe a Proposta de Emenda Constitucional (PEC). A polícia foi acionada e quatro estudantes foram detidos por desacato.

“Os alunos queriam ocupar a escola e fazer uma reunião na quadra, mas a polícia não quis conversar, chegaram ameaçando e usando força para conter os jovens”, relatou Tânia Gabriela, que trabalha voluntariamente na instituição. 

Cícero da Silva, de 21 anos, que também trabalha voluntariamente dando aulas de filosofia, disse que o diretor não quis que ninguém entrasse no local porque os alunos queriam ocupar a escola. “Os alunos estavam fazendo protesto e nós fomos lá para acalmar eles e aconselhar para não vandalizar. A partir daí o diretor chamou a polícia, os alunos se assustaram e ele (o diretor) alegou que nós estávamos fazendo vandalismo, quando não estávamos, se alguém vandalizou foi para criminalizar o movimento”, explica.

Nenhum comentário :

Postar um comentário