terça-feira, 1 de novembro de 2016

Olinda: Lupércio diz que definirá secretários até o fim de novembro

Lupércio comemora eleição com militantes no domingo; nesta segunda, ele diz que até o fim de novembro terá lista de secretários municipais de Olinda
Ricardo Labastier/JC Imagem

JC Online

O nome dos secretários municipais que ajudarão o deputado estadual Lupércio do Nascimento (SD) a administrar Olinda deverão ser conhecidos até o final de novembro. Nesta segunda-feira, um dia após ser eleito prefeito da cidade, ele disse que quer iniciar a transição com a gestão Renildo Calheiros (PCdoB) e falou sobre o prazo para a formação da equipe.

"Daqui para o final do mês (de novembro), vamos estar com o formato das secretarias da cidade. Sobre a transição, vou marcar uma audiência com o prefeito. Acredito que não vai haver dificuldade mesmo tendo concorrido contra a candidata dele (a deputada federal e ex-prefeita Luciana Santos, também do PCdoB). Certamente, vai ser na próxima semana", disse.

Considerado um azarão, pelo pouco tempo que tinha no horário da propangada eleitoral, Lupércio garante que não terá dificuldades para formar a equipe pelo fato de ter concorrido com uma chapa "puro sangue" e sem o apoio de outros partidos. 

"Acho até melhor porque quando você sai fazendo alianças de forma desordenada, você fica preso e acaba loteando o município. Vamos poder escolher pessoas que verdadeiramente têm identidficação com a cidade, pessoas técnicas, que tenham o cheiro do povo", declarou.

Lupércio reforçou que o PCdoB não terá espaço em sua gestão, tese defendida ao longo da campanha, e disse que, além de Renildo Calheiros, também vai procurar o governador Paulo Câmara (PSB). O chefe do Executivo estadual apoiou a candidatura de Antônio Campos (PSB), irmão do ex-governador Eduardo Campos, contra Lupércio.

"Vou provocar o encontro por esses dias", afirmou, garantindo não guardar mágoas do governador pelo apoio a Antônio Campos.

As declarações de Lupércio foram dadas na Assembleia Legislativa. Eleito deputado estadual em 2014, ele foi ao Legislativa estadual nesta segunda-feira, mas chegou depois do encerramento da sessão. O prefeito eleito de Olinda garantiu que fica no cargo até o fim do ano. "Quero colocar que fui muito bem recebido pelos outros deputados. É um ambiente muito bom e saio levando a melhor impressão". Com sua saída da Assembleia quem assumirá o posto é o vereador do Recife Jadeval de Lima (PDT).
'LISO' SÓ NO JINGLE

Em apenas quatro anos, Lupércio passou de vereador de Olinda a prefeito eleito da cidade. Em 2012, filiado ao PV, ele foi o vereador mais votado do município com 6.208 votos. No segundo ano do mandato na Câmara Municipal, disputou uma vaga de deputado estadual e teve novo êxito nas urnas, dessa vez pelo SD: 24.739 votos. Agora, não vai concluir o mandato na Assembleia Legislativa para assumir a prefeitura de Olinda a partir de janeiro 2017.

Durante boa parte da campanha, Lupércio procurou se distanciar do rival pregando a ideia de que era o candidato do povo contra um "forasteiro" de família abastada. A frase "o povo tem juízo, liso vota em liso" foi bastante disseminada por seus militantes. De "liso", no entanto, Lupércio não tem nada.

À Justiça Eleitoral, ele declarou ter R$ 1.070.821,66 em bens. Desse valor, R$ 216.310,59 estão registrados em uma caderneta de poupança, R$ 83.191,17 em uma aplicação de renda fixa e R$ 1.519,90 em um fundo de capitalização.

O restante do patrimônio de Lupércio ainda é formado por um carro ASX Mitsubishi 2015 (valor declarado de R$ 85 mil), um apartamento no balneário de Porto de Galinhas (no valor de R$ 364.800,00) e uma casa no bairro olindense de Rio Doce (valor de R$ 320 mil). 

Com a experiência de quem foi vereador por dois mandatos, ainda que um deles inconcluso, Lupércio afirma que não terá problemas para lidar com o Legislativo municipal. "Vamos ter um respeito pelo poder Legislativo, que é um poder independente. Vou ter um respeito por todos os vereadores e vou conversar com cada um. Vamos começar com a minoria na oposição", destacou.
RIVAL ANTECIPA COLETIVA

No dia da votação, Antônio Campos disse que convocaria uma coletiva de imprensa para esta quarta-feira com o intuito de repassar suas análises sobre a eleição de Olinda. Nesta segunda, o candidato socialista antecipou o encontro com os jornalistas para às 16h desta terça-feira. Ele também divulgou uma nota retirando-se da disputa para a Academia Brasileira de Letras.

Nenhum comentário :

Postar um comentário