terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Aplausos, vaias e contratempo com diploma

Blog da Folha

Uma cerimônia simples, protocolar, com algumas claques e que não chegou a lotar o Teatro Guararapes, no Centro de Convenções de Pernambuco. Assim foi o ato de diplomação dos prefeitos, vices e vereadores do Recife, Olinda e Jaboatão, nesta segunda-feira (19). Veja alguns detalhes do ato.

# A cerimônia começou com cerca meia hora de atraso, tempo necessário para a chegada do governador Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Julio, ambos do PSB e que vieram em comitiva.

# Os eleitos do Recife foram aplaudidos sem entusiasmo ao terem os nomes anunciados para buscar os diplomas. A impressão é que trataram o ato como algo burocrático. E nada mais.

# Ao cumprimentar os membros da mesa, o prefeito reeleito do Recife, Geraldo Julio, passou por cima do arranjo de flores que estava na frente da tribuna para poder abraçar o governador Paulo Câmara.

# Condenado 27 vezes por propaganda irregular na internet, o que resultou em multa de R$ 270 mil, o vereador Romero Albuquerque teve um contratempo na hora de receber o diploma. Como não localizaram o documento, foram nas coxias do teatro para buscá-lo. Ele, então, o recebeu.

# Se a recepção dos eleitos do Recife foi morna, o inverso aconteceu com os futuros prefeitos, vices e vereadores de Olinda e Jaboatão. A cada nome chamado, a claque festeja ou vaiava, a depender do campo de atuação do político.

# O novo prefeito de Olinda, Professor Lupércio, foi o mais aplaudido pelo público presente, com direito a gritos entoados durante a campanha de outubro.

# Adversários do Professor Lupércio, os vereadores de Olinda Jesuíno Araújo (PSDB) e Jorge Federal (PR) foram vaiados pelos presentes.

# Assim como o companheiro de Olinda, o novo prefeito de Jaboatão, Anderson Ferreira, também foi bastante aplaudido, mas em menor intensidade.

# Feliz por estar recebendo o diploma de vereador, o Pastor Joselito Nunes (PRB) se empolgou e, para agradecer a graça alcançada, se ajoelhou, quase deitando, e colocou o diploma acima da cabeça. Não satisfeito, se levantou, ergueu a bandeira de Jaboatão e, só depois, foi cumprimentar os membros da mesa.

# Assim como em Olinda, os vereadores do campo adversário ao de Anderson Ferreira também foram vaiados pelos presentes. Os palanques nas duas cidades, ao que parece, continuam armados.

Nenhum comentário :

Postar um comentário