sábado, 17 de dezembro de 2016

Despedida de Jô Soares teve homenagem a Silvio Santos e alfinetada na Globo

Roberta Jungmann

Todo de branco e usando gravata borboleta colorida, Jô Soares fez um longo discurso de agradecimento no seu último programa na Globo, que foi ao ar na madrugada deste sábado (17). A noite foi marcada por emoção, agradecimentos a Silvio Santos e ironias com José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, executivo que comandou a Globo por três décadas.

"Quero agradecer particularmente a Silvio Santos, que abriu esta porta para mim. Este programa mudou a minha vida", disse o apresentador.

O último programa não contou com a tradicional plateia de estudantes e caravanas do interior. Apenas convidados da Globo, de Jô e de sua equipe assistiram ao programa final. Carlos Henrique Schroder, diretor-geral da Globo, prestigiou o apresentador na primeira fila. Também estavam presentes o diretor de Entretenimento Ricardo Waddington e o diretor comercial Gilberto Leifert.

Durante o papo, teve também “alfinetada” com a Globo, na figura de Boni. Vale lembrar que Jô deixou a Globo rumo ao SBT em 1988 contra a vontade do diretor, então o poderoso chefão da emissora. Na entrevista, ele lembrou a reação enfurecida do executivo à sua saída – Boni proibiu a veiculação de comerciais com o apresentador na Globo. Jô reagiu com um artigo no "Jornal do Brasil" e um famoso discurso na entrega do Troféu Imprensa. Os comercias voltaram a ser veiculados por decisão de Roberto Marinho, contou o apresentador.

Pouco depois de sua saída da Globo, foi procurado por Roberto Marinho. Foram jantar. O dono da emissora relatou a Jô um diálogo que teve com Boni. "Eu vou jantar com meu amigo Jô porque eu não tenho nenhum problema com ele". Boni teria se justificado dizendo: "Mas, doutor Roberto, o senhor estava na Itália quando ele saiu". Marinho então ironizou: "Mas na Itália não tem telefone?".

Ao final, Jô exibiu um trecho da entrevista que fez com Roberto Marinho, exibida na estreia do "Programa do Jô" na Globo, em 2000. "Estou encantado, pela sua popularidade, pela sua credibilidade, estou satisfeitíssimo de ter você aqui", diz o empresário.

Bastante emocionado, Jô Soares encerrou o último "Programa do Jô" dizendo: "Daqui a pouco a gente volta". Um último agradecimento foi dedicado à plateia. "Sem plateia eu não existo".

Nenhum comentário :

Postar um comentário