sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Prova Brasil: avaliações de 349 escolas sumiram. E o MEC não contou para ninguém

Nova Escola

Em 2015, o número de roubos de cargas no Rio de Janeiro atingiu um recorde histórico: 7.225 caminhões foram assaltados, 22,6% a mais do que no ano anterior. Um dado alarmante. Mas por que estamos te contando isso? Porque um desses caminhões estava carregado com 353 malotes cheios de cadernos de questões da Prova Brasil, já preenchidos. Não parece mais uma notícia irrelevante, certo? Mesmo assim, o Ministério da Educação (MEC) não divulgou essa informação e muitos municípios que tiveram as avaliações extraviadas só ficaram sabendo do que aconteceu ao receber a nota do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

NOVA ESCOLA soube disso por um mero detalhe: os asteriscos. Natabela dos resultados do Ideb,divulgada em setembro, eles apareceram ao lado do nome de algumas cidades e indicavam que ali, naquele lugar, a nota utilizada para compor o índice não tinha sido a da Prova Brasil, como pressupõe o cálculo. O motivo? As provas haviam sumido!

Uma análise mais detalhada dos dados, realizada pela plataforma de dados educacionaisQEdu, mostrou que foram extraviadas provas de 349 escolas de 43 municípios do país (veja o mapa abaixo). Do total, 348 estão localizadas em 42 cidades do Ceará (a exceção foi uma instituição de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco) e tiveram suas médias substituídas pelas notas obtidas na avaliação estadual, no caso, o Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece).

Nenhum comentário :

Postar um comentário