terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Verba para construção da segunda etapa da Via Metropolitana será liberada hoje

Diário de Pernambuco

A primeira fase da segunda etapa da Via Metropolitana Norte, que irá contemplar a pavimentação de 1,4km das marginais do Canal do Fragoso e a construção de um viaduto sobre o Terminal da PE-15, terá hoje a assinatura da ordem de serviço, no Palácio do Campo das Princesas. A obra está sendo executada pela Secretaria Estadual de Habitação com recursos do Ministério das Cidades. Para esta etapa, o ministro das Cidades, Bruno Araújo, irá liberar R$ 22,9 milhões. O investimento total do projeto é de R$ 336 milhões. Destes, 276,7 milhões são recursos do PAC oriundos do Orçamento Geral da União (OGU) e do FGTS e R$ 59,3 milhões são contrapartida do governo estadual. 

O projeto compreende a macrodrenagem no entorno do Canal do Fragoso, habitação social, além do sistema viário. As obras tiveram início em 2013, mas durante dois anos e meio os trabalhos caminharam em ritmo lento pela necessidade de desapropriação de 600 famílias moradoras da bacia do Fragoso. A região ribeirinha é um dos trechos mais críticos devido ao assoreamento do rio, que provoca o alagamento do bairro sempre que chove. A primeira etapa contemplou o revestimento de 2,3 km do canal e a construção de oito pontes. O revestimento completo do canal totalizará 6,5 km. 

Com os recursos liberados hoje será feita a pavimentação da Avenida Pedro Álvares Cabral, que margeia o rio. Atualmente, o fluxo de veículos que vem de Jardim Atlântico fica retido na altura do terminal integrado da PE-15. A empresa responsável pela execução das duas etapas do projeto é a Construtora Paulista Ferreira Guedes, que integra o grupo Agis Engenharia e Construção. A previsão inicial de conclusão do contrato Fragoso II é no primeiro semestre de 2017. Mas esse prazo pode ser modificado uma vez que as obras da segunda etapa estão sendo iniciadas com oito meses de atraso. A previsão inicial era abril deste ano.

Sistema Viário
A Via Metropolitana Norte irá desafogar o trânsito principalmente na área urbana de Olinda. A partir da Ponte do Janga, que está com as obras paralisadas, o trecho seguirá até a segunda perimetral, passando pelo bairro de Aguazinha até chegar no Recife. Os motoristas que saírem de Paulista para o Recife não precisarão passar por dentro de Olinda.

Nenhum comentário :

Postar um comentário