segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Estudante pernambucana elabora projeto de lei no Senado

Acsa Mendes (Pernambuco), Dilson Pieve (Minas Gerais) e Isabelle dos Santos (Brasília) foram os três melhores colocados no projeto. Foto: Pedro França/Agência Senado

Anamaria Nascimento

Garantir o acesso à prática esportiva é promover a cidadania. Foi com um texto de 30 linhas com esse título que uma estudante pernambucana conquistou o terceiro lugar nacional no concurso de redações Jovem Senador 2016. Aluna do terceiro ano da Escola de Referência em Ensino Médio Professora Benedita de Morais Guerra e aprovada no vestibular da Universidade de Pernambuco (UPE) em medicina, Acsa Mendes, 17, estava entre os 27 estudantes do país escolhidos para passar cinco dias em Brasília. Durante a viagem, ela conheceu o Senado Federal e pode elaborar um projeto de lei para ser apreciado pelos legisladores.
No ano letivo de 2016, a estudante de Macaparana, Mata Norte do estado, foi estimulada pelo professor de história Daniel Ferreira de Lima a escrever a redação. A habilidada da adolescente com as palavras já era conhecida na escola. Para fazer o texto, cujo tema proposto era Esporte: educação e inclusão, Acsa passou semanas lendo sobre o assunto, vendo filmes e pesquisando. “Sempre gostei muito de ler e escrever e acredito que o gosto pela leitura está muito atrelado à facilidade para colocar ideias no papel”, conta Acsa.

O texto que ela escreveu e releu várias vezes foi escolhido como o melhor da escola. Assim, a primeira etapa estava vencida. A segunda fase foi estadual. Os textos de destaque das unidades de ensino foram enviados à Secretaria Estadual de Educação, que, ao selecionar a redação de Acsa, garantiu a viagem dela a Brasília, para onde iria o melhor de cada estado. “Eu tinha gostado do texto, mas jamais imaginaria que poderia ser o mehor do estado”, revela.

As boas notícias não pararam com a medalha de ouro estadual. Ao chegar a Brasília, a estudante da rede pública de Pernambuco descobriu que sua redação era também a terceira melhor do país. A pernambucana dividiu o pódio com o estudante Dilson Gabriel Pieve, de Minas Gerais, e com a estudante do Distrito Federal Isabelle da Silva dos Santos, primeiro e segundo lugar, respectivamente. “Foi um resultado inesperado, mas que comemorei muito. Sempre gostei de redação, mas esta conquista estava além do que eu podia imaginar”, diz.

A cerimônia de “posse” dos jovens senadores aconteceu em novembro do ano passado. No evento, Acsa recebeu um certificado, um troféu e fez um juramento. Prometeu guardar a Constituição Federal e as leis do país. “Além disso, boa parte do nosso tempo (em Brasília) foi conhecendo a legislação. Ficamos divididos em três comissões para elaborar um projeto de lei”, lembra. O grupo da pernambucana deixou como sugestão para o Senado a criação de uma lei que obrigue as empresas a identificarem nas embalagens dos produtos a presença de substâncias cancerígenas.

A intolerância como tema para futuros candidatos
Alunos do ensino médio de escolas públicas de todo o país poderão participar do projeto Jovem Senador 2017. O tema deste ano é Brasil plural: para falar de intolerância. Os 27 autores da melhor redação de cada unidade da federação serão nomeados jovens senadores. Por meio do projeto, os estudantes vivenciam a experiência de conhecer o funcionamento do Senado, apresentar, debater e votar projetos de lei.

De acordo com a coordenadora de Eventos da Secretaria de Relações Públicas do Senado Federal, Márcia Yamaguti, o tema proposto para esta edição tem como objetivo estimular o debate sobre questões que estão em pauta no Brasil e no mundo, permeando as relações sociais, com foco na questão da diversidade. “É necessário encontrar um caminho para a pluralidade das pessoas, engajando os jovens no mundo das diferenças e preparando-os para serem cidadãos que respeitam o direito do outro”, enfatiza.

A cada ano é proposto um tema de redação como forma de ingresso. A legislatura dos jovens senadores tem duração de quatro dias e tem início com a posse e a eleição da Mesa. Os trabalhos são encerrados com a aprovação dos projetos e a publicação no Diário do Senado Federal. As inscrições para a edição 2017 estão previstas para começar em março. Todas as informações sobre o 10º Concurso de Redação do Senado e a 7ª Edição do Jovem Senador estarão disponíveis no site.

Nenhum comentário :

Postar um comentário