sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Romero Sales confirma esposa na disputa da Prefeitura de Ipojuca

Célia Sales é presidente do PTB Mulher em Ipojuca
Foto: Reprodução/Facebook

JC Online

O candidato impugnado de Ipojuca, Romero Sales (PTB), confirmou o nome da sua esposa, Célia Sales (PTB) para a disputa da eleição suplementar que ocorrerá na cidade em abril deste ano. O partido designou a Romero Sales a organização da legenda para disputar o pleito. E o nome de Célia recebeu o aval do grupo político. A tendência é que o candidato a vice permaneça o mesmo da chapa de Romero - Leno Alves (PTN).

O nome de Célia já era ventilado desde a impugnação da candidatura de Sales e a determinação da realização de novas eleições pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em dezembro. A esposa de Sales é funcionária pública e lidera o PTB Mulher em Ipojuca. Na confraternização de final de ano do senador Armando Monteiro Neto (PTB), Sales comentou que Célia reunia todas as condições de disputar a eleição e que ele participaria ativamente da campanha. A eleição está prevista para abril, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), mas os detalhes serão debatidos apenas no dia 24, quando o Pleno realiza a primeira sessão do ano.

Enquanto o PTB vai desenhando a aliança política, o principal grupo adversário, liderado pelo PSDB, não divulga suas decisões. O ex-prefeito Carlos Santana (PSDB), que tentou a reeleição mas ficou em segundo lugar na eleição de outubro, só deverá se pronunciar sobre o assunto após o dia 20, quando retorna de férias.

Já o prefeito interino, Ricardo Souza (PTC), passou a semana reunido com os secretários municipais para receber informações sobre a gestão. Ele optou por manter quase todo o secretariado de Carlos Santana, com exceção de apenas duas pastas - Chefia do Gabinete e Procuradoria Municipal. Esta última, a antiga titular, Virgínia Pimentel, ocupa a mesma função na Prefeitura de Jaboatão dos Guararapes.

DECISÃO JUDICIAL

Sales teve a candidatura impugnada porque o TSE julgou que ele feriu a Lei da Ficha Limpa. Em 2008, quando era vereador, Sales participou de uma viagem a Foz do Iguaçu, que deveria ter caráter institucional. No entanto, o deslocamento foi considerado apenas turismo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário