quarta-feira, 29 de março de 2017

Oposição procura factoides - Magno Martins

A campanha de 2018 foi antecipada em Pernambuco. Na semana seguinte a que o governador Paulo Câmara (PSB) deu o start da sua reeleição liberando R$ 123 milhões em três seminários pelo Sertão, oito deputados da oposição na Assembleia pegam a estrada hoje para cumprir o mesmo roteiro da comitiva governamental. A ideia é checar a veracidade de tudo que foi anunciado e explorar eventuais “factoides” lançados em Afogados da Ingazeira, Petrolândia e Arcoverde, municípios visitados pelo governador.

O agendão da vistoria obedece ao mesmo roteiro do governador. Os deputados já pernoitam hoje em Serra Talhada, a 415 km do Recife, e amanhã logo cedo dão entrevista nas emissoras de rádio do município. Para o expediente da tarde programaram visitas a obras e projetos inacabados de responsabilidade do Estado. A agenda é complementada numa plenária à noite, na Câmara de Vereadores, nos mesmos moldes dos seminários oficiais do Governo, com a participação de representantes da sociedade civil.

Pré-candidato da oposição a governador, o senador Armando Monteiro (PTB) fica de fora da programação. Segundo o líder oposicionista na Alepe, Silvio Costa Filho (PRB), a agenda no Sertão é institucional, leia-se trabalho exclusivo dos deputados estaduais. “Daí a razão de não misturar com questões que possam ser associadas à campanha eleitoral”, justifica Costa Filho. A bancada, segundo ele, desconfia de que há muita pirotecnia no conjunto das ações anunciadas pelo governador, apenas com o intuito de fortalecer o seu projeto de reeleição.

Para separar o que é verdadeiro do que possa ser mera promessa, a bancada oposicionista denominou o roteiro de “Pernambuco real”. “Não dá para sair por aí enganando a população, tapar o sol com a peneira. Queremos saber de fato o que existe de concreto em termos de ações, projetos e obras de um Governo que levou Pernambuco a voltar a liderar o ranking da criminalidade no País”, disse o deputado Augusto César (PTB), ligado ao senador Armando Monteiro.

SEM ENVOLVIMENTO– Dos três municípios a serem percorridos pela oposição, apenas Serra Talhada, por onde será dado o start, é governado por um prefeito não alinhado ao Palácio das Princesas. Filiado ao PT, Luciano Duque, entretanto, tem uma boa relação com o governador e superou, em parte, as divergências com o secretário estadual de Transportes, Sebastião Oliveira, a quem derrotou por duas vezes – em 2012 tendo ele próprio como adversário e nas eleições do ano passado, na qual enfrentou Victor Oliveira, neto do ex-deputado federal Inocêncio Oliveira. Duque, entretanto, não deve se envolver na agenda dos deputados oposicionistas até porque cumpre agenda em Brasília.

Nenhum comentário :

Postar um comentário