quarta-feira, 15 de março de 2017

Professores da rede estadual entram em greve por tempo indeterminado

Mobilização contra reforma da previdência foi realizada, nesta quarta-feira, na região central do Recife

JC Online

Professores da rede estadual de Pernambuco decretaram, nesta quarta-feira (15), greve por tempo indeterminado. A paralisação foi aprovada pela categoria, durante mobilização contra a reforma da Previdência, ocorrida na Praça Oswaldo Cruz, na região central do Recife. Aliados a outras categorias, os professores caminharam pela ruas do Recife para pressionar por mudanças no texto da reforma.

A decisão de parar já havia sido tomada em assembleia realizada no dia 22 de fevereiro deste ano, atendendo à convocação de greve nacional feita pela CNTE (Confederação Nacional de Trabalhadores em Educação), entidade a qual o Sintepe (Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco) é filiado. "Estamos lutando contra a reforma da Previdência e pelo piso salarial, que deveria ter sido reajustado a partir de janeiro de 2017", explica o presidente do Sintepe, Fernando Melo.

Segundo Melo, o reajuste de 7,64% é o primeiro item da pauta da campanha salarial de 2017 e já foi repassada para o governo do Estado. Ainda não houve, no entanto, nenhum rodada de negociação.
Nova mobilização

Dentro do calendário da greve, os professores voltam a se reunir na sexta-feira (17), na Praça do Derby para novamente protestar, junto com outras categorias, contra a reforma da Previdência.

Na segunda-feira, os docentes se encontram para avaliar os rumos da paralisação, a partir das 14h, no Teatro da Boa Vista.

Nenhum comentário :

Postar um comentário