terça-feira, 25 de abril de 2017

Por insegurança, Uber deixa de atender algumas áreas do Recife

Folha-PE

Usuários do aplicativo de transporte de passageiros Uber relatam dificuldades em solicitar o serviço em algumas localidades do Recife. Um passageiro, que estava na rua Guapirama, na Ilha de Joana Bezerra, na área Central da Capital pernambucana, não conseguiu pedir um veículo pelo aplicativo. Quando fez a solicitação, ao invés de buscar um motorista disponível, o app mostrou a mensagem "Infelizmente, a Uber está indisponível na sua área nesse momento".

A assessoria de imprensa do aplicativo informou que a missão da empresa é oferecer transporte acessível a todas as pessoas em todos os lugares, mas que alguns locais específicos ficarão indisponíveis no momento por "questões de segurança pública". Não foi esclarecida à reportagem de que forma foram determinados os bloqueios.

De acordo com o diretor de comunicação do Sindicato dos Motoristas de Transporte Privado e Individual de Passageiros por Aplicativos do Estado de Pernambuco (Simtrapli-PE), Thiago Silva, a empresa respondeu a um pedido dos próprios motoristas, que que ficaram assustados com a violência pós-carnaval. Em menos de uma semana, três condutores de Uber foram assassinados na Região Metropolitana do Recife.

"A partir desses casos, abrimos um diálogo com a plataforma para buscar uma saída para a questão de segurança. A Uber tratou o problema com grupos focais para saber quais localidades eram consideradas de risco. Falamos sobre locais em que atendíamos a um chamado, mas o passageiro, na verdade, era um meliante que queria assaltar. A Uber então, desde março, atendeu ao pedido dos motoristas de não disponibilizar o serviço nessas áreas. Já soube que neste período caiu de 80% a 90% o número de mortes", disse o diretor.

O diretor não soube indicar exatamente quais áreas não estão sendo mais atendidas pelo aplicativo, mas informou que localidades como Coque e Joana Bezerra, na área central do Recife, Córrego de Euclides, Córrego Jenipapo, Dois Unidos e quase todo o lado direito da Avenida Norte, na Zona Norte da capital, não podem mais contar com o serviço. Moradores de algumas ruas no bairro de Santo Amaro, no Centro, e do bairro de Água Fria, na Zona Norte, também relataram dificuldades em solicitar um veículo. 

O Simtrapli-PE também entrou em contato com o Governo do Estado pedindo apoio aos motoristas, mas até o momento a resposta dada é que investimentos estão sendo feitos na segurança e que, em breve, novas medidas serão adotadas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário