sexta-feira, 7 de abril de 2017

Romero Sales coordena equipe de transição de Célia em Ipojuca

Romero Sales (PTB) vai coordenar a equipe de transição de Célia, prefeita eleita de Ipojuca

JC Imagem

A prefeita eleita de Ipojuca, Célia Sales (PTB), delegou ao marido, Romero Sales, do mesmo partido e mais experiente politicamente, a missão de coordenar sua equipe de transição. Além dele, o grupo é formado pelos advogados Marcos Lira e Paulino Valério, que já foi secretário municipal no Cabo de Santo Agostinho, como também por Leno Alves (PTN), o vice na chapa de Romero na disputa pela prefeitura em outubro de 2016, quando o petebista, escolhido pela maioria dos eleitores, teve os votos anulados pela Justiça Eleitoral em razão de enquadramento na Lei da Ficha Limpa. Ipojuca fica no Litoral Sul de Pernambuco.

Marcos Lira explica que Romero Sales não está impedido de trabalhar na administração pública. Segundo ele, a condenação por improbidade, em segunda instância, deixa o político inelegível temporariamente, mas os demais direitos políticos estão mantidos e Sales pode atuar na equipe de Célia. “Há recurso em tramitação no Superior Tribunal de Justiça para recuperar a elegibilidade de Romero Sales”, acrescenta. Quando vereador em Ipojuca, ele viajou a convite da Câmara Municipal para participar de um evento em outro estado cuja programação não foi totalmente realizada. A defesa alega que Sales não foi o responsável pela viagem e que ele devolveu os recursos recebidos para pagar as despesas.

A equipe de transição de Célia está definida desde segunda-feira (3/4), quando a prefeita fez o pedido formal de dados à gestão provisória do município. Ela quer saber sobre restos a pagar, despesas pagas, folha de pessoal e contratos temporários, por exemplo. O Ministério Público já recomendou ao gestor interino, Irmão Ricardo, presidente da Câmara Municipal, que inicie a transição e preste as informações contábeis.

Prefeita eleita vai comemorar vitória com culto e show de cantora evangélica Damares

Nesta sexta (7/4), Célia encaminha a prestação de contas de campanha à Justiça Eleitoral e refaz, na próxima segunda (10/4), o pedido para que a sua diplomação seja feita antes do dia 20 de abril, prazo final previsto pelo Tribunal Regional Eleitoral. Ainda na segunda (10/4), às 19h, na Praça Getúlio Vargas, haverá culto em ação de graças pela vitória, com show da cantora evangélica Damares, natural do Paraná.

Nenhum comentário :

Postar um comentário