segunda-feira, 1 de maio de 2017

Dia do Trabalho no Recife será marcado por mais mobilização contra as reformas

Ato está marcado para esta segunda-feira (1º), a partir das 9h
Foto: Fernando da Hora/Acervo JC

JC Online

Com a constatação de que "não há nada para comemorar", a Central Única dos Trabalhadores em Pernambuco (CUT-PE) realiza nesta segunda-feira (1º) mais um ato no Centro do Recife e em outros municípios do Estado contra a reforma trabalhista, da Previdência e contra o presidente Michel Temer (PMDB). Com a expectativa de menos pessoas aderirem ao movimento, por conta da greve geral já realizada nessa sexta-feira (28), os grupos sindicais estarão concentrados a partir das 9h na Praça Oswaldo Cruz, no bairro da Boa Vista, para não deixar passar em branco o Dia Internacional do Trabalho, tradicional data marcada pelas mobilizações em todo o País.
Pela segunda vez, em menos de três dias, as ruas voltam a ser palco dos atos que tentam estimular o Congresso a adotar uma postura diferente da que tem sido apresentada nas últimas semanas, com a aprovação da reforma trabalhista, com folga, na Câmara e o andamento das discussões sobre a reforma da Previdência na comissão especial do Senado.

Segundo o presidente da CUT-PE, Carlos Veras, a paralisação do dia 28 foi um momento singular e deve interferir na adesão do movimento do Dia do Trabalho. "Não dá para comparar, a Greve Geral foi um ato que teve todo mundo envolvido participando. Paramos num dia de trabalho normal e fomos protestar. Nesta segunda (1º), faremos a mobilização num feriado, mas o dia não pode ser considerado apenas pela folga. Não dá para deixar passar sem um ato. Há muita luta a ser feita", afirmou.

No Estado, a CUT garante ter mobilizado as centrais em todas as regiões, embora não saiba informar em quantos municípios as mobilizações serão realizadas. "Temos a confirmação de Orobó, Petrolina e Itapetim, mas há muitos outros municípios envolvidos também", acrescentou Veras.

O ato do Dia do Trabalho no Recife será concentrado na Praça Oswaldo Cruz, no bairro da Boa Vista, por volta das 9h. O trajeto do protesto, que contará também com a participação de movimentos culturais, só será definido ao início da mobilização.
Ato comemorativo

Também a partir das 9h, a Força Sindical promove na Praia do Pina, Zona Sul do Recife, o 1º de Maio Solidário. Com atrações como Nadia Maia, Almir Rouche, Musa, a atriz Fabiana Karla e o Maracatu Várzea do Capibaribe, o movimento almeja oferecer ao trabalhador um dia de lazer. Com entrada gratuita, os organizadores solicitam a entrega de um quilo de alimento não perecível para doação.

Nenhum comentário :

Postar um comentário