segunda-feira, 22 de maio de 2017

Marco Zero do Recife tem ato por saída de Temer e eleição direta

Ato no Marco Zero pede saída de Temer
Foto: Arthur Mota

Folha de Pernambuco

O Marco Zero, na área central do Recife, foi ocupado por manifestantes em ato contra o governo Michel Temer (PMDB), na tarde deste domingo (21). O protesto "Ocupar as ruas" foi convocado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT). Ao menos outras 17 manifestações, também contra o atual presidente, aconteceram em todo o Brasil.

O movimento cobrava a realização de eleição direta para presidência, além de pedir o fim das reformas propostas por Temer, especialmente a trabalhista e a da Previdência. Segundo matéria publicada pelo jornal O Globo, semana passada, o presidente foi gravado por um dos donos do grupo J&F, proprietário da marca JBS, falando sobre a compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A concentração começou por volta das 13h. Pessoas seguravam cartazes com fotos de Temer e dos irmãos delatores da JBS. Muitos também estavam vestidos de vermelho, cor geralmente ligada ao Partido dos Trabalhadores (PT). O ator pernambucano Irandhir Santos marcou presença e foi assediado por fãs.

O dragão do Grêmio Lítero Recreativo Cultural Misto Carnavalesco Eu Acho é Pouco, agremiação conhecida por compartilhar ideais políticos de esquerda, também esteve no local. Policiais militares acompanharam a manifestação, que começou a se dispersar por volta das 17h.

Outras capitais

Convocadas inicialmente por entidades da esquerda e por grupos da direita, as demonstrações perderam a adesão de movimentos que apoiaram o impeachment da ex-presidente Dilma Roussef (PT) e foram castigados pelas fortes chuvas do domingo (21).

Na pauta, além da saída de Temer e da instituição de eleições diretas, os manifestantes se contrapunham às propostas de reforma da Previdência e trabalhista.

Nenhum comentário :

Postar um comentário