quinta-feira, 15 de junho de 2017

Gestão fiscal de Matuto reprovada pelo TCE

Foto:Guga Matos/JC Imagem

JC Online

O prefeito de Paulista, Júnior Matuto, que teve a perda de mandato determinada pelo juiz da 12ª Zona Eleitoral do município, Leonardo Asfora, foi multado nesta quinta-feira (15/06) pela Segunda Câmara do Tribunal de Contas de Pernambuco, por falta de transparência na gestão fiscal de 2016, último ano do primeiro mandato e da campanha à reeleição. Paulista fica no Grande Recife.

A gestão foi julgada irregular por unanimidade, a partir do voto do relator do processo, conselheiro Dirceu Rodolfo, do TCE. 
Matuto permanece no cargo e tem, desde a decisão da perda do mandato, três dias para recorrer da sentença. A defesa dele alega que não tem fundamento a determinação do juiz, que concluiu ter havido abuso do poder econômico na campanha à reeleição. O magistrado determinou a perda do mandato do prefeito e do seu vice, Jorge Carrero (PCdoB).

Contas da campanha de 2016 de Júnior Matuto foram aprovadas pelo TRE

A prestação de contas da campanha de Matuto foi aprovada pelo Tribunal Regional Eleitoral no dia 12 de junho. Mas os processos são diferentes.

Nenhum comentário :

Postar um comentário