sexta-feira, 23 de junho de 2017

Vereador Romero Albuquerque no alvo da Justiça

Juíza eleitoral cassou mandato de vereador, que pode recorrer
Foto: Câmaramunicipaldorecife

Blog da Folha

O vereador do Recife, Romero Albuquerque (PP), sofreu um revés da Justiça eleitoral, ontem. A juíza da 1ª zona eleitoral, Maria Thereza Paes de Sá Barreto, arbitrou a inelegibilidade do parlamentar por oito anos e a cassação do mandato. A decisão partiu após a magistrada julgar procedente os pedidos formulados em Ações da Investigação Judicial Eleitoral (AIJEs). O processo contra Albuquerque, que está no seu primeiro mandato na Câmara do Recife, partiu de um adversário: o ex-vereador e hoje suplente Wilton Brito (PRTB).

Na formulação da sentença, a juíza afirma que "a prática de postagens patrocinadas não encerrou um fato isolado, mas sim estratégia deliberada do investigado no sentido de alavancar a sua candidatura, maximizando o alcance da propaganda na internet a eleitores com os perfis por ele previamente escolhidos". Segundo a magistrada, houve exposição massiva de sua candidatura no Facebook e no Instagram, em detrimento de outros candidatos, "gerando indiscutível quebra do princípio igualitário do pleito, justo o que se reclama para a procedência da ação de investigação judicial eleitoral". 

A juíza afirma, ainda, que o vereador alegou que já possuía, antes de iniciado o período eleitoral, significativo número de seguidores. Mas para ela, "é indiscutível que as postagens patrocinadas veiculadas durante a sua campanha alcançaram incontável número de pessoas, haja vista a quantidade dos perfis utilizados e das mensagens neles postadas". 

Horas após a decisão, o vereador Romero Albuquerque se pronunciou sobre o assunto. Em nota à Imprensa, ele afirmou que recebeu com surpresa a notícia do resultado do julgamento de primeira instância da Justiça Eleitoral de Pernambuco. 

"Surpreende mais ainda ter conhecimento através da imprensa, quando o site da Justiça Eleitoral não apresenta qualquer informação nesse sentido". "Assim que tiver um posicionamento oficial irei fazer os esclarecimentos que julgar necessários”, afirmou, em nota.

Nenhum comentário :

Postar um comentário