segunda-feira, 3 de julho de 2017

5 Policiais punidos por denunciarem problemas no IML

Policiais foram punidos por fotografar e filmar péssimas condições no IML. 
Foto: Sinpol-PE/Divulgação/Arquivo

Raphael Guerra
JC Online

A Secretaria de Defesa Social (SDS) continua a “caça às bruxas”. Novamente servidores públicos são punidos por denunciarem a falta de estrutura e de condições de trabalho. Desta vez, cinco policiais civis, sendo dois comissários, foram suspensos das atividades por 30 dias porque entraram no Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, e filmaram e fotografaram o local sem autorização. As imagens, divulgadas à imprensa, mostraram as péssimas condições do espaço.

As investigações foram conduzidas pela Corregedoria da SDS. Entre os servidores punidos está o presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco, Áureo Cisneiros, que também responde a outros processos por denunciar a falta de estrutura em delegacias e sedes do IML no Estado. A punição foi assinada pelo então secretário de Defesa Social, Angelo Gioia, na semana passada.

“É dessa forma que o Governo do Estado dialoga e trata os servidores públicos da segurança pública, quando os mesmos pleiteiam melhoria nas condições de trabalho para os servidores lotados no IML, principalmente se forem líderes sindicais, como ocorreu com os da PM”, desabafou um policial civil, em reserva.

Nenhum comentário :

Postar um comentário