quinta-feira, 20 de julho de 2017

Três pernambucanos vencem na 28ª edição do Prêmio da Música Brasileira

Lenine
Foto: Divulgação
Folha-PE

Três pernambucanos venceram na 28ª edição do Prêmio da Música Brasileira, cuja cerimônia aconteceu na noite desta quarta-feira (19), no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Alceu Valença, Zé Manoel e Lenine saíram vitoriosos num dos eventos de maior prestígio da música brasileira. Este ano, Ney Matogrosso foi o grande homenageado, em performances que promoveram uma mistura de gerações e gêneros.

Lenine ganhou na categoria melhor álbum de MPB com "The bridge", feito em parceria com Martin Fondse Orchestra. Os concorrentes eram "Abraçar e agradecer", de Maria Bethânia, e “Batom bacaba", de Patricia Bastos. O artista ganhou também na categoria melhor cantor de MPB. Ele disputava com o conterrâneo João Fenix ("De volta ao começo") e Vidal Assis ("Álbum de retratos").

Na categoria Regional, Alceu Valença venceu como melhor cantor com o álbum "Vivo! Revivo!". Alberto Salgado ("Cabaça d'água") e Raymundo Sodré ("Os girassóis de Van Gogh") eram os concorrentes.

Já o álbum "Delírio de um romance a céu aberto", de Zé Manoel, foi eleito o melhor projeto especial. "A luneta do tempo", de Alceu Valença, e "Irineu de Ameida e o oficleide 100 anos depois", feito por vários artistas.

O prêmio foi lançado em 1988 e, além de celebrar grandes nomes da música brasileira, abre espaço para artistas iniciantes e com expressão de alcance regional. Ao todo, 79 artistas concorreram em 35 categorias da premiação.
A cerimônia foi conduzida pela dupla Maitê Proença e Zélia Duncan. Estiveram no palco, além do próprio homenageado, artistas como Karol Conka, Ivete Sangalo, Lenine, Pedro Luís, BaianaSystem, Alice Caymmi e Laila Garin.

Nenhum comentário :

Postar um comentário