quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Jungmann deixa ministério por um dia para não perder suplência

Blog da Folha

Um ato publicado no Diário Oficial da União, na edição da terça-feira (8), chamou a atenção. Isso porque a publicação trouxe a exoneração do ministro da Defesa, Raul Jungmann (PPS). A medida é assinada pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Jungmann é o terceiro suplente na Câmara e foi exonerado do cargo por conta da votação da denúncia contra Temer na Casa. Os três ministros reassumiram os postos. Quando eles retornam ao cargo, retornam automaticamente os suplentes. Caso Jungmann não reassumisse, a Câmara daria como vaga a sua suplência e chamaria o seguinte na lista.


Se assim procedesse, Jungmann perderia o mandato. O ministro da Defesa, então, foi exonerado, reassumiu o mandato e se afastou novamente para, então, reassumir o cargo na Defesa. A nomeação como ministro deve ser publicada ainda nesta quarta-feira (9).

Nenhum comentário :

Postar um comentário