quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Moradores e catadores protestam contra fechamento do Lixão de Aguazinha, em Olinda


Um protesto é realizado em Olinda devido ao fechamento do lixão de AguazinhaFoto: Arthur Mota

Folha de Pernambuco

Moradores e catadores de resíduos sólidos realizaram um protesto em frente ao Lixão de Aguazinha, em Olinda. Um dia após a prefeitura do município anunciar o encerramento das atividades, eles atearam fogo em pneus e fecharam a Avenida II Perimetral Norte, que dá acesso ao aterro, que teve o funcionamento encerrado por determinação da Agência Pernambucana do Meio Ambiente (CPRH). Uma equipe do 1º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foi ao local e já dispersou pacificamente os manifestantes.

As atividades no local serão desativadas nesta quarta-feira (9) e as 400 toneladas de lixo geradas em Olinda diariamente serão transportadas ao aterro de Mirueira, em Paulista, antes de terem a Central de Tratamento de Resíduos (CTR) de Igarassu como destino final.

O Lixão de Aguazinha não possui licença para operar há dois anos, por causa de impasses financeiros. As multas aplicadas pela CPRH ao município já totalizam R$ 790 mil.

Nenhum comentário :

Postar um comentário