terça-feira, 11 de maio de 2021

Paulista amplia vacinação contra Covid-19 para pessoas com comorbidades nesta quarta-feira (12)


O agendamento deve ser realizado através do site ou aplicativo. Passam a ser contempladas pessoas na faixa etária de 55 a 59 anos que residem no município e comprovem a declaração de comorbidade através de laudo médico

A Prefeitura de Paulista ampliou a vacinação para alcançar pessoas com diversos tipos de comorbidades definidas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19. A Secretaria de Saúde do município passa a vacinar pessoas com idade entre 55 e 59 anos que possuam comorbidades. O agendamento está disponível a partir desta quarta-feira (12), através do site www.agendamentovacinapaulista.com.br ou através do aplicativo Cidadão Digital, disponível para download em dispositivos Android na página inicial do site.

É necessário ter um laudo médico comprovando a comorbidade no momento da vacinação (sem obrigatoriedade para pessoas com Síndrome de Down, cuja informação poderá ser autorreferida). Caso o paciente não tenha o laudo, ele deve baixar o formulário que está disponível no site e levá-lo ao médico para que seja preenchido e carimbado. O mesmo formulário assinado pelo médico (ou o laudo de comorbidade) deve ser apresentado no ponto de vacinação, no dia e na hora agendados.

Os pontos de vacinação funcionam das 09h00 às 16h00. No dia de receber a aplicação, é preciso estar com o laudo médico que comprove a comorbidade (o mesmo anexado no site) ou formulário carimbado e preenchido por um médico, documento de identidade, cartão SUS e comprovante de residência em mãos. A vacina aplicada será a Oxford/AstraZeneca, que requer um intervalo de aproximadamente 90 dias entre a primeira e a segunda dose.

Confira os grupos com comorbidades (pessoas entre 55 e 59 anos)

Diabetes mellitus

Pneumopatias Crônicas graves

Hipertensão arterial resistentes e nos estágios 1, 2 e 3 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade

Insuficiência cardíaca (IC)

Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar

Cardiopatia hipertensiva

Síndromes coronárias

Valvopatias

Miocardiopatias e Pericardiopatias

Doenças da aorta, dos grandes vasos e fissuras arteriovenosas

Arritmias cardíacas

Cardiopatias congênitas no adulto

Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados

Doenças cerebrovascular

Doença renal crônica

Imunossuprimidos

Pacientes oncológicos com tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses

Hemoglobinopatia grave

Cirrose hepática

Obesidade mórbida

Síndrome de down

Nenhum comentário :

Postar um comentário