FIGUEIROA CONTABILIDADE

FIGUEIROA CONTABILIDADE

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Charge do Sinfrônio - Diário do Nordeste


Aniversário de 80 anos de emancipação do Paulista será celebrado nesta sexta-feira

A Prefeitura do Paulista celebra nesta sexta-feira (04.09) o aniversário de 80 anos do município, que é o 4º maior da Região Metropolitana do Recife. A comemoração tem início às 7h30 com apresentação cultural organizada por quatro escolas da rede municipal. Cerca de 200 alunos contarão a história das oito décadas da Cidade das Chaminés através de músicas e coreografias que serão executadas na Avenida Marechal Floriano Peixoto, em frente à sede do Executivo municipal, no Centro.

A festa será comandada pelas escolas públicas municipais Salvador Dimech (Janga), Gelda Amorim (Paratibe), Ministro Etelvino Lins (Janga) e Manoel Gonçalves da Silva (Maranguape I). Logo após as apresentações, haverá o tradicional hasteamento das bandeiras de Paulista, Pernambuco e do Brasil. O evento será animado pela Banda Municipal Aristedes Borges, regida pelo maestro Leonildo Araújo.

Em seguida, às 9h30, será celebrada uma missa solene pelo aniversário do município na Matriz de Santa Isabel, no Centro da cidade. No local serão entregues cerca de duas toneladas de alimentos não perecíveis, arrecadados entre os funcionários da Prefeitura do Paulista. As doações serão destinadas às obras de caridade feitas pela própria paróquia.

Ao final da celebração eucarística, será entregue a Comenda Padre João Ribeiro Pessoa de Mello Montenegro - Mártir da Revolução Pernambucana de 1817. A homenagem é concedida pela Prefeitura do Paulista em reconhecimento às pessoas que realizam trabalhos de destaque para o município.

Em 2015, os agraciados serão a madrinha do Carnaval da cidade, Dulce Pessoa de Macedo, o educador Gleidson Santiago, diretor da Escola Municipal Governador Miguel Arraes – destaque no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), e o promotor criminal Alfredo Pinheiro, criador do Comitê Integrado de Segurança no Paulista. 

O município foi criado pela Lei Estadual nº 11 de 04 de setembro de 1935 após ser desmembrado de Olinda. Com um território de 93,518 km², limita-se ao norte com as cidades de Abreu e Lima e Igarassu, ao sul com Recife, Olinda e Camaragibe, a oeste com Paudalho e a leste com o Oceano Atlântico.

CONTATO:
Imprensa Paulista 

Empresários confirmam que doleiro quitou dívida de presidente da CCJ

RUBENS VALENTE
MÁRCIO FALCÃO
FOLHA DE SÃO PAULO

Dois empresários ouvidos na investigação da Polícia Federal e da Procuradoria-Geral da República sobre o deputado federal Arthur Lira (PP-AL) e o pai dele, o senador Benedito de Lira (PP-AL), afirmaram que o doleiro Alberto Youssef pagou pelo menos R$ 200 mil de uma dívida mantida por Arthur com um deles.

Em depoimento, Arthur Lira reconheceu o empréstimo, mas alegou que o destinatário final do dinheiro não era ele, mas o ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE) –preso na Operação Lava Jato–, que também teria sido responsável por obter o dinheiro para quitar o valor.

Os depoimentos dos empresários confirmam trechos das delações premiadas feitas por Youssef e pelo ex-diretor de abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa na Lava Jato. Ambos disseram que os Lira haviam sido beneficiados pelo esquema de corrupção e desvios na estatal.

Arthur Lira, 46, agropecuarista e advogado, é o atual presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, uma das mais influentes da Casa, por onde passam todos os projetos de lei. Benedito, 73, é membro titular de sete comissões do Senado.

Os empresários também confirmaram ter emprestado, juntos, um total de R$ 859 mil ao empresário João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho para serem usados na compra do jatinho cuja queda matou, durante a campanha presidencial de 2014, o candidato e ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB-PE).

TRIANGULAÇÃO

De acordo com os documentos que integram o inquérito que tramita no STF (Supremo Tribunal Federal) como desdobramento da Lava Jato, os empresários Paulo Cesar de Barros Morato, da Câmara e Vasconcelos Locação e Terraplanagem, e Eduardo Freire Bezerra Leite, conhecido como "Ventola", que tem duas firmas de gestão de bens, disseram que um empréstimo de Arthur Lira foi quitado entre 2010 e 2011 por duas transferências determinadas pelo doleiro.

Foi um negócio triangulado, segundo os empresários: Morato pediu emprestados R$ 300 mil a Leite sob alegação de que pretendia alavancar obras em três projetos de sua empreiteira; Leite disse que poderia fornecer apenas R$ 200 mil. Dias depois, Morato recebeu nas contas de sua empresa transferências da MO Consultoria e da Empreiteira Rigidez, ambas controladas por Youssef.

Segundo Morato, após ver pela imprensa os nomes da MO e da Rigidez como envolvidos no escândalo dos desvios de recursos da Petrobras, ele procurou Leite para saber o que fazer. Leite "disse que havia emprestado R$ 200 mil a Arthur Lira e que o deputado havia depositado o dinheiro na conta do declarante [Morato]", diz a documentação.

Em depoimento, Leite confirmou o relato e disse que Arthur Lira, em 2010, lhe pediu emprestados R$ 200 mil. O empresário afirmou que retirou o dinheiro do caixa de sua empresa e o entregou em espécie a Lira –embora, reconheceu, o deputado não tivesse pedido que a entrega ocorresse dessa forma.

Meses depois, Lira pagou o empréstimo a Leite por meio do depósito para Morato, com o dinheiro das empresas de Youssef.

Tanto Morato quanto Leite alegaram que não sabiam a origem do dinheiro. Sobre os empréstimos para a compra do avião de João Carlos Lyra, ambos disseram que o empresário lhes disse que pretendia montar uma empresa de táxi aéreo.

Leite emprestou R$ 720 mil e Morato, 159 mil.

As ligações entre Leite e Arthur Lira são estreitas e chamaram a atenção da PF, que fez várias perguntas sobre esse vínculo. O empresário reconheceu ser amigo de Lira ao menos desde 2007 e contou que o deputado arrenda uma fazenda de sua propriedade, de 300 hectares, denominada Estrela e localizada em Quipapá (AL).

Leite reconheceu que já foi ouvido pela PF em outro inquérito, sobre evasão de divisas, "mas não foi indiciado", e que foi alvo de outros dois inquéritos –um sobre a venda de uma lancha e outro sobre "créditos tributários" de "uma empresa que não era sua", mas nunca foi preso nem processado.

LIRA

Também ouvido em depoimento pela PF, Arthur Lira afirmou que conheceu Youssef por volta de 2010, por intermédio de políticos do PP, que o apresentaram como alguém responsável por angariar e repassar doações para campanhas eleitorais "de forma oficial" a candidatos do partido.

Lira afirmou que a campanha eleitoral de seu pai, Benedito, em 2010 recebeu duas doações da Constran, controlada pelo empresário Ricardo Ribeiro Pessoa, da UTC Engenharia, no valor total de R$ 400 mil.

Sobre o empréstimo de R$ 200 mil, Lira disse que procurou Eduardo Leite para pedir o dinheiro em benefício de Pedro Corrêa. Segundo Lira, o dinheiro foi recebido por um "emissário" de Corrêa que, meses depois, cuidou de quitar o empréstimo.

Lira disse que não sabia a origem dos recursos.

Arthur Lira e Benedito Lira negaram envolvimento com o esquema de desvio de recursos e propina na Petrobras.

A PF apresentou nesta semana ao STF o relatório final da investigação. O relator do inquérito, o ministro Teori Zavascki, deverá encaminhar o inquérito à PGR, que decidirá se apresenta ou não uma denúncia. A PF pediu também a suspensão das atividades funcionais dos Lira na Câmara e no Senado.

Cremepe decide fechar Hospital Ulysses Pernambucano por falta de estrutura

Afonso Bezerra
Diário de Pernambuco

Principal emergência psiquiátrica do estado, o Hospital Ulysses Pernambucano teve ontem pedido de interdição em plenária realizada pelo Conselho Regional de Medicina (Cremepe). Um relatório produzido pelo conselho apontava a precariedade do funcionamento da instituição. Em visita à unidade, os conselheiros identificaram problemas na estrutura física, o número insuficiente de profissionais para o atendimento adequado e até a falta de medicamento. O presidente do Conselho, Silvio Rodrigues, afirma que, caso a categoria decida pela interdição, a diretoria do hospital e a Secretaria de Saúde têm até 30 dias para solucionar os problemas. “É um prazo suficiente para que eles se adequem às exigências.”

Entre as fragilidades apontadas pelo documento, estão os problemas com a estrutura física da unidade, com a presença de lama, poças d'água e capim alto. Além disso, os médicos da urgência não têm acesso às informações do prontuário de internações anteriores durante o atendimento e os funcionários terceirizados queixam-se de atrasos no salário. “Não é um problema apenas estrutural. Envolve também outros setores, como falta de medicação e a qualidade do atendimento”, apontou Rodrigues.

A promotora Maria Ivana Botelho, da Defesa da Saúde da Capital, aponta que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) realiza inspeções sistemáticas na unidade hospitalar. A mais recente ocorreu em 2015, motivada por uma denúncia do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde). Até o momento, o órgão não tomou uma ação mais efetiva porque aguarda parecer técnico da Agência de Vigilância Sanitária de Pernambuco (Apevisa) sobre a situação do hospital. Na próxima terça-feira, a promotora, a direção e membros da Secretaria de Saúde do estado vão se reunir para que se estabeleça um prazo para as adequações necessárias. “Nossa postura é de sempre solicitar uma adequação, e não a interdição das unidades hospitalares, principalmente nesse caso, em que o Ulysses é a única do estado”, explicou a promotora.

Criado em 1883 e mantido pela Santa Casa de Misericórdia, o hospital passou para o domínio do estado apenas em 1924. Depois da reforma psiquiátrica iniciada em 2001, tornou-se a maior referência em psiquiatria no estado. “Depois da reforma, a unidade passou a receber apenas os casos mais graves, em que o quadro de agressividade dos pacientes era muito grave e as instituições complementares, que são os Caps, não tinham infraestrutura para acolher”, esclareceu o psiquiatra José Francisco.

Incêndio atinge dez ônibus em Abreu e Lima

Bombeiros evitaram que o fogo chegasse nos outros 20 ônibus que estavam estacionados no local
Foto: Reprodução/ Twitter

JC Online

Um incêndio de grandes proporções atingiu a garagem da empresa Park Bus LTDA, localizada às margens da BR-101, bairro Matinha, em Abreu e Lima, no final da tarde desta quarta-feira (2). De acordo com o Corpo de Bombeiros, dez ônibus foram atingidos pelas chamas, sendo oito totalmente e dois parcialmente. Ninguém ficou ferido no incidente.

A corporação foi acionada através do número 193 e conseguiu evitar danos estruturais graves no imóvel e que o fogo chegasse nos outros 20 ônibus que estavam estacionados no local. 

Oito viaturas foram utilizadas na ocorrência - três bombas tanques, um comando de operações, dois tanques e um carro de resgate. Por volta das 18h o fogo já havia sido controlado.

Por conta do incêndio, o trânsito neste trecho da rodovia ficou bastante complicado no início da noite, pois os motoristas reduziam a velocidade dos veículos para observar o incêndio. A situação foi normalizada após a ação dos bombeiros.

Réus da Tragédia no Arruda condenados a mais de 20 anos

Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Thiago Wagner
NE 10

Depois de um ano e quatro meses o caso da privada do Arruda finalmente tem o seu desfecho. Em julgamento de mais de 12 horas, realizado nesta quarta-feira (2), na 2ª Vara do Tribunal do Júri, no Fórum Rodolfo Aureliano, em Joana Bezerra, Centro do Recife, o júri popular optou pela condenação, em regime fechado, de Everton Felipe Santiago Santana, de Luiz Cabral de Araújo Neto, e de Waldir Pessoa Firmo Júnior. Everton pegou 28 anos e nove meses; Luiz, 25 anos, sete meses e 15 dias; e Waldir, 22 anos e seis meses. O responsável por definir esse período foi o juiz Jorge Luiz dos Santos Henriques, que presidiu a sessão. Os três foram condenados por homicídio consumado, a morte de Paulo Ricardo Gomes da Silva, 26, e por outras três tentativas de homicídio, pessoas que foram atingidas pelos estilhaços dos vasos sanitários.

O soldador naval Paulo Ricardo Gomes da Silva, 26, foi morto no dia 2 de maio de 2014 depois de ser atingido por uma privada jogada de dentro do estádio do Arruda, após a partida entre Santa Cruz e Paraná, pela Série B. Paulo morreu na hora e outras três pessoas foram atingidas por estilhaços. Dias após o ocorrido, Everton, Luiz Cabral e Waldir foram detidos pela Polícia Civil. Os três confessaram terem retirado e atirado os dois vasos do estádio. O caso ganhou repercussão internacional, principalmente pelo fato do Brasil ser o país-sede da Copa do Mundo.

Agência do Trabalho divulga novas oportunidades de emprego

Roberta Patu
Leia Já

Nesta quinta-feira (3), a Agência do Trabalho divulga as principais oportunidades de emprego para Região Metropolitana, Agreste e Sertão. As vagas são para os municípios de Recife, Ipojuca, Caruaru e Arcoverde. Ao todo são ofertados 47 empregos para inúmeras funções como auxiliar de crédito, controlador de pragas, pedreiro, nutricionista e mecânico de bicicleta.

Dependo da vaga pretendida, as organizações exigem o ensino fundamental, médio ou superior; experiência de seis meses e até capacitação na área de atuação pretendida. As remunerações podem variar de R$ 788 a 1.940. A Agência do Trabalho também oferece vagas exclusivas para pessoas com deficiência física. Confira todos os detalhes das oportunidades. Veja também os endereços das unidades.

Clique na imagem para ampliar:

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Com a crise, 1.948 concursados estão sem perspectiva de serem nomeados

Segundo Milton Coelho, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) impõe limite de gastos
Clemilson Campos / Acervo JC Imagem

Mariana Mesquita
JC Online

Com o anúncio do corte de quase R$ 1 bilhão nas despesas do governo estadual, 1.948 candidatos a cargos públicos selecionados em concurso terão que aguardar por prazo indeterminado o ingresso no funcionalismo estadual. Esse é o número de aprovados nos últimos concursos que estão à espera do chamado do Estado, a grande maioria, 1.827, para diversos cargos na Secretaria da Saúde.

Além da Saúde, há candidatos aprovados para a Agência de Regulação de Pernambuco (Arpe), que há 15 anos atua com apoio de comissionados e contratos temporários, sem um único servidor próprio em seus quadros. Também há os casos dos auditores fiscais concursados da Secretaria da Fazenda, dos analistas da Controladoria Geral do Estado (CGE – confira na arte). 

O secretário estadual de Administração, Milton Coelho, reconhece que diversas secretarias e órgãos precisam destes funcionários, tanto que os concursos foram autorizados - mas, segundo ele, não é possível nomeá-los. De acordo com o secretário, a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) impõe um limite de gastos de 49% da receita com a folha de pagamentos. “Nosso último relatório, em abril, mostrou que atingimos 47,23%. Estamos, portanto, no topo do limite prudencial”, destaca

Nona colocada entre 35 aprovados no concurso da Arpe, a jornalista Norberta de Melo, de 48 anos, aguarda ser chamada desde o ano passado. “Me sinto péssima, fiz um enorme esforço pessoal e não tenho acesso a meu trabalho. Não aceito essa explicação, porque o dinheiro dos concursados está sendo pago a funcionários comissionados”, acusa. 

O presidente do Sindicato do Grupo Ocupacional Administração Tributária do Estado de Pernambuco (Sindifisco-PE), Francelino Valença, também discorda do quadro descrito por Milton Coelho. Ele avalia que a principal causa da queda na receita seria a sonegação fiscal e que só a nomeação de mais auditores pode reverter o problema. 

“Em Pernambuco, o valor do ICMS ultrapassa um bilhão por mês. De quanto seria a sonegação? Nós somos os únicos servidores públicos tecnicamente preparados e com competência legal para identificar os valores que deveriam ingressar nos cofres públicos e não chegam, por diversas causas”, defende, destacando que “o custo de um auditor é infinitamente menor do que os recursos que ele consegue alavancar”.

RUÍNAS DA HISTÓRIA


casa que serviu de residência para o Padre Tenório, um dos lideres da Revolução Pernambucana de 1817, localizada na Vila Velha em Itamaracá, atualmente é mais um monumento em ruínas abandonado pelo poder público. O local poderia ser um museu que retrata-se essa importante parte da História de Pernambuco. É triste quando visitamos a localidade e nos deparamos com mais um exemplo do descaso com a cultura local. 

Fernando Melo - Igarassu / PE
Professor e Ambientalista

Professor do Paulista será homenageado no Rio de Janeiro

O professor Dalexon Sérgio, lotado como supervisor pedagógico na Escola Municipal Maria da Conceição da Paz, em Maranguape II, será homenageado nesse mês de setembro no Rio de Janeiro. O poeta e escritor paulistense receberá, na quinta-feira, dia 16, às 10h, a medalha de ouro e o certificado de qualificação literária, que serão entregues pela Editora CBJE (Câmara Brasileira de Jovens Escritores). 

A obra do jovem Dalexon Sérgio concorreu com escritores de todo o Brasil e teve o êxito de alcançar o destaque com sua poesia intitulada: “E o Verbo se fez Sangue’. O poema selecionado pode ser visualizado no site da editora, no link:http://www.camarabrasileira.com/rvv15-001.html.

Assessoria de Comunicação - Imprensa Paulista

Confira as oportunidades de emprego desta quarta

Roberta Patu
Leia Já

Para quem está procurando emprego, a Agência do Trabalho divulga, nesta quarta-feira (2), oportunidades para várias funções. Entre as atividades disponibilizadas estão auxiliar de crédito, servente de limpeza, mecânico, barman, chefe de cozinha e técnico de refrigeração. 

Ao todo, são ofertadas 44 vagas. Dependendo da oportunidade, as empresas exigem uma escolaridade específica, como ensino fundamental ou médio. As remunerações variam de R$ 840 a R$ 1.800, a depender do cargo almejado. Confira mais informações das oportunidades. Veja também os endereços das unidades.

Clique na imagem para ampliar

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Charge do Miguel - Jornal do Commercio


Só Promessas - Rogério Alves

Já se passaram 11 anos e nada da prefeitura de Paulista construir os QUIOSQUES para dá dignidade aos comerciantes da orla do janga. Os comerciantes continuam a esperar pelas promessas do governo municipal. O povo merece respeito ! 

Agência do Banco Itaú de Goiana é alvo de bandidos

Agência fica localizada no Centro da Cidade
Foto: Blog Aqui Goiana

JC Online

A agência do Banco Itaú de Goiana, na Mata Norte de Pernambuco, foi alvo de bandidos na manhã desta terça-feira (1). Seis homens armados teriam se passado por clientes e, em seguida, anunciado a ação criminosa. Ninguém ficou ferido.

De acordo com o Sindicato do Bancários, a investida ocorreu por volta das 11h30. Os bandidos renderam os dois vigilantes que faziam a segurança da agência e tomaram as armas dos trabalhadores. "Eles estavam em maior número do que os vigilantes, que são apenas dois. Todos foram pegos de surpresa", afirmou João Rufino, diretor do Sindicato.

Os criminosos só levaram o dinheiro dos caixas, pois o cofre estava trancado. A quantia subtraída, no entanto, não foi revelada. Após o crime, os bandidos teriam fugido do local em dois veículos.

O Sindicato dos Bancários estima que este seja o 37º assalto a banco em Pernambuco este ano. Ainda segundo a organização, o número já ultrapassa em 21 o registrado ano passado.

Alepe terá R$ 30 milhões a menos em 2016. Legislativo anuncia 245 demissões e corte R$ 10 milhões em despesas

Deputado Diogo Moraes (PSB) informou que as superintendências da Casa estão orientadas a adotar medidas para diminuir despesas com custeio da maquina. A meta será monitorada mês a mês
Foto:Rinaldo Marques/Alepe

Ayrton Maciel
JC Online

A Assembleia Legislativa vai ter uma redução de R$ 20 milhões no Orçamento de 2016 em relação aos recursos que dispõe para este ano. A Lei Orçamentária Anual (LOA) vai chegar, até o fim de setembro, com este corte no orçamento do Legislativo, feito pelo Poder Executivo, em razão da queda da arrecadação estadual. A Alepe também anunciou, antecipadamente, nesta segunda-feira (31), que vai economizar R$ 10,6 milhões/ano, com a demissão de 245 cargos comissionados e terceirizados e uma meta de enxugamento de gasto estabelecida para as superintendências da Casa. As decisões valem a partir deste mês.

O anúncio foi feito primeiro secretário, Diogo Moraes (PSB), cargo equivalente a tesoureiro, que ressaltou ser o total do corte interno o resultado da soma de R$ 4,7 milhões com a exoneração de 245 comissionados, mais R$ 4 milhões em meta de redução de despesas no funcionamento do Poder e mais R$ 1,9 milhão com a não-renovação do contrato com a produtora de serviço da TV Alepe. A emissora oficial sai do ar e só volta com quadro efetivo. “É um corte com a preocupação de não afetar a qualidade dos serviços da Alepe. Vamos monitorar mês a mês a meta de redução no administrativo”, disse.

Há seis dias, o corte acertado pela Mesa Diretora era de 245 comissionados nos 49 gabinetes, o correspondente a cinco cargos por deputado. Resolveu, porém, modificar a posição, reduzindo o impacto sobre os gabinetes. Diogo Moraes confirmou a quantidade no enxugamento de pessoal, mas a Mesa optou pelo menor custo político para os parlamentares. Do total, apenas 100 são dos gabinetes, onde cada deputado pode empregar até 26 comissionados. O corte equivale-se a dois comissionados por gabinete, atingindo 98 mais dois extras. Os demais 145 demitidos são do administrativo e os terceirizados da TV Alepe. 

A Alepe tinha pedido R$ 573 milhões na LOA 2016, mas o governo colocou R$ 471 milhões, exatos R$ 20 milhões a menos que a de 2015. Com o corte interno, a Alepe terá R$ 30,6 milhões a menos no próximo ano. A Alepe optou em não mexer em outras estruturas como as cotas a mais de cargos para a presidência, as duas vices e as quatro secretarias, além das comissões e lideranças. 

O corte não atinge assessorias especiais e indicações do presidente da Casa, Guilherme Uchoa (PDT), ocupadas por ex-deputados. Com salário de R$ 9 a R$ 10 mil, na equipe estão Raimundo Pimentel (PSB), Sérgio Leite (PT), Sebastião Rufino (PSB), Beatriz Vidal (PTC) e Emanuel Bringel (PSDB). “Na necessidade de novos cortes, já está sendo feito estudo sobre a presidência e secretarias”, revela um deputado sob anonimato.

RMR se destaca como uma das áreas de maior desenvolvimento do Nordeste em pesquisa do IPEA

A RMR ganhou destaque em pesquisa de Índice de Vulnerabilidade Social (IVS).
Foto: Diego Nigro/JC Imagem

JC Online

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou, nesta terça-feira (1º), o Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) dos 5.565 municípios brasileiros. Entre os anos de 2000 e 2010, o País reduziu a vulnerabilidade em 27%. A Região Metropolitana do Recife (RMR) - citada na pesquisa como o leste de Pernambuco - foi uma das áreas com maior destaque de desenvolvimento no Nordeste. Mas, infelizmente, a região nordestina foi apontada com grande vulnerabilidade: 47,7% dos municípios ainda apresentam o índice alto.

Em 10 anos, o número de 3.610 cidades com alto IVS no Brasil baixou para 1.981. Já as cidades com baixo índice passaram de 638 para 2.326. Para fazer o mapeamento e medir a evolução ou regressão das cidades, foram utilizadas três dimensões (Renda e Trabalho, Infraestrutura Urbana e Capital Humano) e 16 indicadores (como o acesso ao serviço de coleta de lixo e a redução da mortalidade infantil).

Acompanhando o Grande Recife nas estatísticas, estão o sul da Bahia e o Ceará. O Rio Grande do Norte foi o estado com a maior evolução, reduzindo o grau de vulnerabilidade em 28% dos municípios.

Pernambuco se destacou, ainda, outras duas vezes no estudo. O arquipélago de Fernando de Noronha, por exemplo, é o único município do Nordeste a possuir taxa de vulnerabilidade muito baixa. Em contrapartida, no interior do Estado, há a concentração de municípios com muito alta vulnerabilidade social. O que demonstra uma disparidade regional.

Além de municípios no interior pernambucano, a taxa de muito alta vulnerabilidade também atinge os estados do Maranhão, da Bahia e de Alagoas, no Nordeste; e do Acre, do Amazonas, do Pará, do Amapá e de Rondônia, na região Norte.

No Centro-Oeste, o baixo IVS marca 48,5% das cidades. Apenas três municípios registraram alta vulnerabilidade social no fim da pesquisa: Japorã e Tacuru, no MS, e Nossa Senhora do Livramento, no MT. No Sudeste, 48,8% registraram o baixo IVS e no Sul o maior número de cidades com o IVS muito baixo foi registrado, com 28,7%.

domingo, 30 de agosto de 2015

Sheila Borges lança livro sobre a reportagem feita por amadores

Sheila Borges se aprofundou na história de seis personagens para entender o que faz alguém ser um repórter-amador
Heudes Régis/Divulgação

Diogo Guedes
JC Online

Desde os tempos de estágio, algo sempre fascinou a jornalista, professora e doutora em Sociologia Sheila Borges: ela sempre ficava curiosa ao falar com pessoas que procuravam repórteres para sugerir pautas ou opinar sobre eventos. “Nem sempre a recepção nas redações era como eles esperavam. Normalmente, suas contribuições ficavam restritas às seções de cartas e só eventualmente viravam pautas”, conta. Para a sua pesquisa de doutorado, ela achou que seria interessante tentar entender o que faz o leitor querer participar da produção da notícia. A tese virou o livro O Repórter-Amador, que será lançado neste domingo (30), às 15h, dentro da programação da Fenelivro, no Centro de Convenções.

O evento conta com um bate-papo sobre o tema com Sheila Borges, que foi repórter e colunista do Jornal do Commercio, Laurindo Ferreira, diretor de redação do JC, Juliano Domingues, professor de jornalismo da Unicap, e Amilcar Bezerra, professor de comunicação na UFPE. Na conversa, Sheila vai explicar um pouco como investigou as disposições que movem esses repórter-amadores – pessoas que chegaram até a criar blogs e mecanismos próprios para fazer circular suas notícias – a se engajarem na produção de notícias, mesmo sem formação profissional.

“Antes, eles tentavam se comunicar por cartas, ligações ou indo para a redação pessoalmente. Agora é mais fácil, existem as redes sociais, iniciativas como o ComuniQ, do JC”, analisa a professora da UFPE. Em O Repórter-Amador, ela se foca em pessoas que começaram a produzir os próprios conteúdos, em blogs ou rádios comunitárias. “Tento olhar o fenômeno através da sociologia da ação, que vai tentar entender como os processos de socialização levam a pessoa a querer participar de algo, como o jornalismo.”

Na tese, além de um debate teórico, ele comenta o caso de seis personagens, que falam sobre suas vidas e sobre como começaram a atuar como repórteres no tempo livre. “Eles têm em comum o fato de terem disposição para atuar em ações políticas, culturais, comunitárias ou religiosas”, destaca Sheila. “Além disso, mesmo quando suas sugestões viraram pautas e eles se transformavam em personagens, não ficavam satisfeitos, queriam ter um protagonismo que não teriam no jornalismo profissional”, comenta.

Esses apaixonados pelas notícias, no entanto, dão para ela uma contribuição importante para a diversificação do meio. “Algumas matérias desses blogs viram pautas na imprensa. É um pequeno abalo no mundo do jornalismo, que coloca novas questões e faz esse mundo se abrir mais para ouvir as pessoas de outros locais. O jornalista ainda tem o papel da mediação, que é fundamental, mas existem novas provocações”, afirma.

Uma das originalidades da pesquisa é o foco no que leva esses amadores a se envolverem na produção de notícias. “A sociologia da ação não é muito usada para se compreender o jornalismo. Eu não me foco, nessa obra, no conteúdo que é feito, mas pretendo estudar isso depois”, comenta. “Todo livro que parte de uma pesquisa é uma forma de dividir conhecimento. Na academia, tive a oportunidade de olhar profundamente para um aspecto da sociedade. Espero que o trabalho seja útil para pessoas, sejam elas do campo do jornalismo ou não”, finaliza a autora.

XXII Copa Paulista Open de Taekwondo


Vídeo: Filho de paciente flagra médico no celular durante plantão no Rio de Janeiro

O Dia

Ao ver o médico Marcelo Brochier, do Hospital Estadual Getúlio Vargas, acessando redes sociais durante o plantão do dia 17 de junho, o jovem Wallace Oliver, que acompanhava o atendimento de sua mãe na unidade, se irritou e filmou a cena. O vídeo foi compartilhado no perfil do filho da paciente no Facebook e já teve mais de 1.700 visualizações. Irritado, o rapaz entrou na sala do profissional e discutiu com ele. O médico, por sua vez, disse que estava aguardando o resultado dos exames.














Conforme publicou o Informe do DIA , nesta quarta-feira, a direção do Hospital Estadual Getúlio Vargas abriu procedimento para apurar a conduta do médico. Por meio de nota, a secretaria estadual de Saúde informou que o profissional trabalha há 34 anos na unidade e não há histórico de reclamações contra ele.

Durante a gravação do vídeo, o jovem aborda o médico e, indignado, chega a questioná-lo: "O senhor acha certo fazer isso em horário de trabalho? É certo? Me responde? Se for, eu paro de filmar". Em outro momento, ele chega a dizer "Eu vou quebrar esse celular na cara dele".

Ainda segundo a direção da unidade, no dia 17 de junho, data em que o vídeo foi gravado, o médico estava responsável pelo atendimento da sala de curta permanência da emergência para onde são encaminhados pacientes classificados como baixo risco. Nesta área, médicos e pacientes aguardam o resultado de exames. Nesta data, foram realizados 98 atendimentos na sala de curta permanência das 7h do dia 17 às 7h do dia 18.

A direção da unidade afirmou ainda que orienta os servidores para que não sejam usadas redes sociais durante o horário de trabalho, mas que não há proibição do uso de dispositivos eletrônicos com acesso à internet.

A reportagem entrou em contato com o jovem, mas não obteve resposta.

CPI ouve José Dirceu e mais quatro na segunda-feira, em Curitiba

O ex-ministro José Dirceu deixando a superintendência da Polícia Federal (DF). Foto: Marcello Casal/ Agência Brasil.

Blog do Jamildo

Preso em Curitiba por causa dos desdobramentos da Operação Lava Jato, o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu será ouvido na CPI da Petrobras na próxima segunda-feira (31), na capital paranaense. Ao todo, cinco pessoas serão ouvidas além de Dirceu. Mas o objetivo geral é ouvir pelo menos 13 envolvidos no esquema de corrupção e fazer uma acareação até a quinta-feira (5).

Todos os depoentes estão presos, acusados de envolvimento em irregularidades na Petrobras no contexto da Operação Lava Jato.

Além de José Dirceu, serão ouvidos na segunda-feira Jorge Zelada, ex-diretor da área Internacional da Petrobras, e três empresários. Dois são executivos da empreiteira Andrade Gutierrez: Otávio Marques de Azevedo e Elton Negrão de Azevedo. O terceiro é João Antonio Bernardi Filho, representante no Brasil da empresa italiana Saipem.

“Como a logística para que essas pessoas venham a Brasília requer policiamento e aviões, a CPI entendeu que é mais prático ir até o Paraná, como fez da outra vez”, disse o relator da comissão, deputado Luiz Sérgio (PT-RJ).

Os depoimentos serão tomados no Foro da Seção Judiciária do Paraná, a partir das 9h.

O ex-ministro foi preso na 17ª fase da Lava Jato. Condenado no processo do mensalão por corrupção ativa, Dirceu cumpria pena de 7 anos e 11 meses de prisão em regime domiciliar desde novembro do ano passado.

Universalização da pré-escola deve ocorrer até 2016; 18% estão fora das salas

Portal do MEC diz que 18,6% das crianças de 4 e 5 anos estão fora das salas de aulaFoto: Elza Fiúza/Agência Brasil

Agência Brasil

No ano que vem, a educação infantil, para crianças de 4 e 5 anos, será obrigatória no Brasil e o país deverá ofertar vagas a todos os que têm essa idade e estão fora da escola. Para cumprir a meta de universalização da pré-escola, que está no Plano Nacional de Educação (PNE), o país tem de incluir 18,6% das crianças nessa faixa etária, conforme dados disponíveis no portal Planejando a Próxima Década, do Ministério da Educação (MEC).

"Os números mostram evolução e, mesmo assim, preocupam", diz a coordenadora-geral do movimento Todos pela Educação, Alejandra Meraz Velasco. De acordo com o movimento, em números absolutos, é preciso ainda incluir aproximadamente 790 mil crianças dessa faixa etária na pré-escola – responsabilidade que cabe aos municípios, com apoio dos estados e da União, e às famílias, que têm de matricular as crianças.
Segundo Alejandra, para além de simplesmente incluir, é preciso ofertar educação de qualidade às crianças. "É recente a passagem da primeira infância para a educação, em alguns locais ainda se mantém a ideia de que o ensino infantil é simplesmente um local onde as crianças ficam. Nesse momento de expansão. é importante reforçar a proposta pedagógica da etapa."

O QUE ENSINAR - "É preciso que a criança na pré-escola tenha um ambiente acolhedor, que possibilite a leitura em rodas de conversa, onde possa recontar uma história que o educador está contando para ela, onde possa interagir", afirma o gerente de programas da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, Eduardo Marino.

Para Marino, a rotina da criança deve incluir jogos focalizados, leituras, brincadeiras. Não é como as demais etapas com disciplinas e com estudantes sentados em fileiras. Também é importante que se tenha um educador como referência, e não vários professores. "É importante que a criança tenha contato com música, ritmo, que se prepare bem na fase da pré-alfabetização, na iniciação de raciocínio lógico e matemático."

A professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) Zilma de Moraes Ramos de Oliveira destaca a importância do contato com outras crianças e também com outros ambientes e materiais, respeitando o cuidado com a segurança.

"Uma criança em casa pode brincar de faz de conta, mas quanto está em um ambiente que propicia isso, pode brincar de faz de conta de coisas novas. As outras crianças podem acenar com possibilidades", diz. Ela acrescenta que o contato com a diversidade também é importante nessa fase. "A criança vê que o outro não pensa como ela, tem costumes diferentes e passa a ter uma maior abertura", diz.

Quanto ao papel do professor, Zilma diz que o educador deve aprender a interagir com a criança e escutar o que ela está falando. "Pode às vezes parecer engraçado e parecer que está falando de coisas diferentes, mas quando se estuda e se para para pensar, faz todo sentido o que a criança está falando. Frases que pareciam confusas ou engraçadas merecem ser observadas. E, quando se trata de bebês, é nas minúcias que estão as pistas do que está acontecendo com eles."

MUNICÍPIOS - "Está sendo feito um grande esforço para aumentar a oferta de vagas", afirma o presidente da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Alessio Costa Lima. "Por mais que em 2016 não venhamos a atingir 100% de inclusão, sabemos que possivelmente não atingiremos, mas o percentual de crianças não atendidas será pequeno", acrescenta.

Ele diz ainda que a atual situação econômica do país impossibilita os municípios de aumentar os investimentos em educação. "As redes não estavam preparadas para atender à demanda existente.

O Ministério da Educação (MEC) informa que presta ajuda suplementar, por meio de repasses do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). Quanto ao que é ensinado, a Base Nacional Comum Curricular incluirá os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento da educação infantil. A proposta preliminar da base será publicada em 15 de setembro. O MEC diz que irá se reunir também com as Undimes estaduais para organização do debate com as redes municipais e apoio ao calendário que vem sendo construído com os estados.

SEMANA DA EDUCAÇÃO INFANTIL - Desde abril de 2012, a semana do dia 25 de agosto passou a ser considerada a Semana Nacional da Educação Infantil e o dia 25, o Dia da Educação Infantil. As datas foram instituídas por lei sancionada pela presidenta Dilma Rousseff em homenagem ao aniversário da médica Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança. Zilda Arns foi uma das vítimas do terremoto que devastou o Haiti, em janeiro de 2010.

Policial civil reage a assalto e morre em Abreu e Lima

Diário de Pernambuco

Uma policial civil foi assassinada em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, na manhã deste sábado. De acordo com informações da delegacia do município, Tatiana Ribeiro de Melo, de 35 anos, foi abordada por dois homens e reagiu ao assalto.

A policial da Delegacia de Porto de Galinhas, no município de Ipojuca, foi encaminhada para o hospital Miguel Arraes, mas não resistiu aos ferimentos. Um dos suspeitos fugiu. O outro foi baleado pela policial e se encontra sob custódia no hospital Miguel Arraes, em Paulista.

O delegado Ivaldo Pereira, da seccional de Paulista, está na coordenação dos trabalhos de identificação e localização do outro suspeito. "A nossa Instituição se entristece na data de hoje, mas ao mesmo tempo se fortalece e mostra a sua determinação e união para darmos um resposta rápida que tenho certeza que virá", declarou o delegado, de acordo com nota oficial da Polícia Civil.

Apenas dois deputados pernambucanos pedem o afastamento de Eduardo Cunha

Cláudia Eloi

Dos 25 deputados da bancada de Pernambuco, apenas dois assinaram uma nota “em defesa da representação popular” que leva a assinatura de 35 deputados federais pedindo o afastamento do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), em função das denúncias de envolvimento do peeemdebista em esquema de corrupção e lavagem de dinheiro investigados pela Operação Lava-Jato. De Pernambuco, assinaram o documento Jarbas Vasconcelos (PMDB) e Silvio Costa (PSC). 

Na avaliação de Jarbas, Cunha não tem qualquer condições de dirigir a Câmara dos Deputados. “As denúncias contra o presidente da Câmara são escabrosas. Eu li. É um documento de 80 laudas”, afirmou. Ao ser questionado sobre o motivo de os demais parlamentares de Pernambuco não subscreveram o manifesto, o peemedebista disse que pouco importa se foram 30 ou 40 assinaturas. “O que vale é a pressão estar aumentando. Foi dado o pontapé inicial. As denúncias vão se avolumar”, previu. 

Para o deputado Sílvio Costa (PSC), é preciso que haja pressão popular. “Fico estarrecido com o comportamento da oposição, que tem indignação seletiva. Em relação ao PT, se comporta como um animal feroz, mas em relação a outros atores, como Eduardo Cunha, age como um cordeirinho”, condenou. 

Contrário ao afastamento de Cunha, o deputado Jorge Corte Real (PTB) considerou precipitada a assinatura da nota. “É preciso ouvir a prova e a contraprova. Não houve sequer a defesa de Cunha”, justificou. 

Contrário ao afastamento do presidente da Câmara, o deputado Carlos Cadoca (PCdoB) não concorda com a assinatura do manifesto. “Acho que não está na hora. Não tem o contraditório estabelecido. Esse assunto vai ser discutido no pardido. Deve ser uma decisão partidária”, alegou.

Integrante do PSB, o deputado Tadeu Alencar também defendeu que a questão seja discutida internamente na bancada e que a decisão seja partidária. “Pessoalmente, considero que seria recomendável que o presidente se afastasse por iniciativa própria. Isso não implicaria em confissão, mas seria bom para ele exercer em plenitude a sua defesa. Isso merece uma decisão do partido.”

Em Brasília, Eduardo Cunha não quis comentar sobre o manifesto assinado por colegas de parlamento pedindo sua saída. Segundo o peemedebista, cada um tem o direito de fazer o que quiser.

Críticas a "pacto de silêncio"

Parlamentares do PSol acusaram ontem o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e seus aliados de terem “vedado” a discussão na Casa sobre a denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF). “Criou-se um pacto espúrio de silêncio, inclusive de parte da maioria das lideranças, de omitir o assunto”, concluiu o líder da bancada, deputado Chico Alencar (RJ). O PSol acredita que Cunha cancelou a sessão de debates nesta quinta para evitar que outros parlamentares viessem à tribuna falar sobre a denúncia e pedir seu afastamento.

Ele cobrou uma explicação em plenário do peemedebista. “Está acontecendo há exatamente uma semana algo grave e inédito neste Parlamento. O procurador-geral apresentou uma denúncia robusta contra o presidente. De maneira inédita, um denunciado não se manifestou minimamente sobre isso no plenário e era obrigação elementar ir à tribuna na primeira vez após a denúncia”, disse Alencar.

O líder disse que o silêncio na Casa lembra o “silêncio da máfia”. “Parece que há um mar de cumplicidades e de temores”, afirmou. Alencar reclamou que Cunha virou as costas quando foi confrontado sobre a denúncia e questionou a viagem do peemedebista para os Estados Unidos. “Como se nada tivesse acontecendo, lá vai o presidente numa comitiva para representar o Parlamento brasileiro numa reunião nos Estados. Parece que deviam ir para a Disney, porque lá é um parque de diversões e um mundo encantado onde a vida real não chega”, provocou.

O PSol promete buscar o apoio de entidades civis para aumentar a pressão sobre Cunha e acabar com o “silêncio de cemitério”. “Eu chamaria o silêncio de silêncio ensurdecedor”, completou o deputado Ivan Valente (PSOL-SP). Membro da CPI da Petrobras, Valente apresentou ontem um requerimento de acareação entre o doleiro Alberto Youssef e o operador do PMDB, Fernando Soares, mas, sem quórum, o requerimento não foi aprovado.

Ministro da Integração de Dilma visitará três cidades em Pernambuco

Blog do Jamildo

Além dos debates com círculos fechados, nas capitais, sob a marca Dialoga Brasil, os estrategistas do Palácio do Planalto também decidiram que os ministros deveriam sair pelo Brasil, sob o pretexto de falar de obras públicas, para defender o governo Dilma e tentar espantar a baixa popularidade e o fantasma do impeachment.

Aqui em Pernambuco, o primeiro a cumprir essa missão será o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi. O auxiliar de Dilma vai visitar três cidades, Paulista, Recife e Petrolina (PE), em um único dia, na segunda-feira (31/8). Trata-se de ritmo só visto em campanha.

A agenda compreende a assinatura de ordem de serviço para desassoreamento do Rio Paratibe, em Paulista; visita a locais de intervenções para mitigação de áreas de risco no Recife; e inauguração do Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (Nema) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), em Petrolina.

PAULISTA

Gilberto Occhi chegará a Paulista pela manhã e sobrevoará obras que recebem recursos do Ministério da Integração Nacional (MI). Às 10h, participará da assinatura da ordem de serviço relativa à primeira etapa do desassoreamento do Rio Paratibe. As obras contemplarão o trecho de 3km de extensão compreendido entre a BR-101 e a PE-15 e deve ser concluída em cerca de um ano. A intervenção também promoverá a reconstrução de duas pontes (Banheiro do Soldado e da comunidade do Barão).

Essa primeira etapa faz parte do PAC Prevenção, convênio de R$ 64,6 milhões que já promoveu outras obras em Paulista, como intervenções nos canais da Avenida F, do Araxá, das Tintas e do Limoeiro.

RECIFE

O compromisso seguinte será no Recife. Às 12h, o ministro visitará locais de intervenções para mitigação de áreas de risco. O roteiro compreende a rua Alto do Reservatório, na divisa com a Rua Córrego do Fernandinho; a rua Jorge Melo e Rua Araújo, na localidade do Alto do Maracanã; e a 4ª Travessa Chapada do Araripe, na comunidade de Jardim Monte Verde.

Alguns desses pontos correm risco de desabamento. Para estabilizar os locais e evitar o problema, o governo federal deverá liberar nesta segunda-feira a primeira parcela (R$ 1.411.392,40) de um total de R$ 2.411.392,40 para a execução das obras e construção de encostas.

PETROLINA

Em Petrolina, às 16h, Gilberto Occhi participará da solenidade de inauguração do Núcleo de Ecologia e Monitoramento Ambiental (Nema) da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), localizado no campus da instituição. O núcleo apoia as atividades dos programas de conservação de fauna e flora e de recuperação de áreas degradadas da Caatinga nas áreas do Projeto de Integração do Rio São Francisco.

sábado, 29 de agosto de 2015

Charge do Miguel - Jornal do Commercio


Dia Nacional de Combate ao Fumo


Após encontrar feijão em frasco de remédio, cliente aciona Anvisa e MP

Correio Brasiliense

Após comprar um remédio para a mãe em uma farmácia de Sobradinho-DF, na última terça-feira (25/8), a bancária Eliana Sena, 44 anos, se espantou ao abrir o frasco do produto e encontrar caroços de feijão. Eliana conta que abriu o pote do medicamento e notou que o lacre estava rompido. "Quando abri, achei estranho ter tão pouco conteúdo. Coloquei em um prato e contei 24 caroços de feijão. Voltei imediatamente à farmácia", conta.

De acordo com a bancária, ao chegar no estabelecimento e relatar o ocorrido, os funcionários duvidaram da veracidade do fato. Ainda segundo ela, o gerente, que também aparentou não acreditar no relato, fez algumas ligações e depois abriu um novo pote do mesmo medicamento que estava no estoque, e também encontrou feijões. A quantia de R$ 205, gasta ao comprar o remédio, foi devolvida para a cliente, que registrou uma ocorrência na Anvisa, no Ministério Público e no laboratório Zodiac, responsável pela produção do remédio. "A receita que o médico me deu era para três caixas do remédio. Eu comprei só uma, pois era caro e não sabia se ela (a mãe) ia se adaptar. Se tivesse comprado todas, provavelmente ia pegar o estoque da farmácia. Como ia provar que recebi feijões?", questiona.

De acordo com Eliana, o laboratório entrou em contato com ela por e-mail e informou que a referida embalagem, deixada na farmácia, será recolhida no estabelecimento e "entregue na fábrica para ser submetida à análise". Eles informaram, ainda, que "o fato será levado ao conhecimento das autoridades competentes para investigação e apuração de eventuais irregularidades".

A reportagem procurou o laboratório e o dono da farmácia, mas até o momento da publicação do texto não obteve resposta.

Voluntariômetro ultrapassa 155 mil horas doadas no Dia Nacional do Voluntariado

Voluntariômetro faz o registro das horas dedicados pelos recifenses ao trabalho social.
Foto: Edmar Melo/JC Imagem

JC Online

O voluntariômetro do Recife ultrapassou nesta sexta-feira (28), no Dia Nacional do Voluntariado, a marca de 155 mil horas doadas por voluntários na cidade. O número equivale a cerca de 50 mil horas registradas por mês desde sua inauguração, em julho. O equipamento, localizado na Avenida Agamenon Magalhães, próximo ao viaduto Joana Bezerra, área central da cidade, registra o tempo que as pessoas cadastradas no projeto Transforma Recife dedicam ao trabalho social.

A ação, idealizada pela prefeitura, tem como objetivo despertar a população para a atividade filantrópica através de uma plataforma na internet que liga as organizações não governamentais (ONGs) a quem tem vontade de ajudar. Em pouco mais de um ano, o projeto mobilizou 30,4 mil voluntários, que realizam as mais diversas atividades nas 340 instituições beneficentes cadastradas no site.

“O site age como uma espécie de rede social, realizando uma troca de informações. É um facilitador. Através do cadastro, a pessoa seleciona preferências de atuação, localização, horários e causa ideal. Por outro lado, as entidades se cadastram indicando as necessidades para ampliarem os trabalhos”, explica o coordenador do Transforma Recife, Fábio Silva. Ele explica que, para realizar o cadastro, basta acessar a plataforma digital. Os contatos posteriores são realizados através endereço eletrônico.

Pollyana Dias, 36, presidente da ONG Aliança de Mães de Famílias Raras (Amar), relatou ter enfrentado várias dificuldades na busca de pessoas dispostas a apoiar sua casa. A entidade dá assistência a famílias de crianças portadoras de doenças raras. “São meninos diferentes, totalmente dependentes. Era difícil encontrar voluntários”, conta. “Com o site, ampliamos bastante o número de apoiadores. Gente que realmente se interesse e quer cuidar dessas crianças como pode”, comemora Pollyana.

Em comemoração ao dia do voluntariado, o projeto cultural Recife Antigo de Coração contará com a apresentação do grupo Meninas de Dois Unidos, amanhã, das 9h às 12h, na Avenida Alfredo Lisboa. A festa será celebrada ainda com shows das artistas Adriana B, Cristina Amaral e Polyana Resende. Além disso, dez voluntários serão homenageados com o corte de um bolo comemorativo.

Para participar do Transforma Recife, basta acessar o site: www.transformarecife.com.br ou ligar para o número (81) 3355-3739. A sede do projeto fica localizada na Rua do Bom Jesus, 180, no Bairro do Recife.

MEC adia prazo para pré-selecionados concluírem inscrição no Fies

Com o Fies, os estudantes financiam cursos superiores em instituições privadas de ensino superiorFoto: Free Images
Agência Brasil
O Ministério da Educação (MEC) prorrogou até esta terça (1) o prazo para que os estudantes pré-selecionados para obter o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) façam a inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies), na internet. O prazo terminaria no último dia 25.

Os estudantes integrantes da lista de espera serão chamados para se inscrever somente após o encerramento desse novo prazo. Eles vão receber aviso por e-mail . A partir do recebimento, terão dez dias para fazer a inscrição. Independentemente do aviso, o estudante deve conferir o boletim de acompanhamento, no sistema Fies Seleção.

Com o Fies, os estudantes financiam cursos superiores em instituições privadas de ensino superior. Os estudantes têm até três anos depois de formados para quitar o empréstimo. Ao todo, serão ofertadas 61,5 mil vagas. Ao longo do curso, os alunos pagam parte da mensalidade de acordo com a faixa de renda familiar. Todos os beneficiados pelo Fies têm 5% de desconto nas mensalidades dos cursos.

Está aberto também o prazo para o aditamento dos contratos em andamento. Isso deve ser feito até o dia 31 de outubro. O prazo vale também para aqueles que tiveram problemas para concluir o aditamento do primeiro semestre.

De acordo com o MEC, a renovação do segundo semetre só pode ser feita quando a do período anterior estiver regularizada. Quem tiver dúvidas ou dificuldades para fazer o aditamento deve entrar em contato com a central de atendimento telefônico gratuito, número 0800-616161, ou com o autoatendimento Fale Conosco.

Secretário é exonerado após fazer "festinha" em gabinete da prefeitura

Ex-secretário foi eleito vereador com 880 votos em 2012, mas não deve retornar à função anterior. Foto: WhatsApp/Divulgação

Correio Brasiliense

A prefeitura de Camboriú (SC) exonerou o secretário de Obras do município, Jackson Genésio da Rosa (PSD-SC), conhecido como Jackinho, depois que fotos de uma confraternização regada a cerveja, realizada no gabinete do local, se espalharam por grupos de bate-papo em celular. O desligamento do então responsável pela pasta ocorreu nesta quarta-feira (26/8), logo após ele entregar o cargo. 

O operador de retroescavadeira José Augusto da Silva Madeira, que aparece nas imagens junto ao ex-secretário, também teve o contrato rescindido. Os outros dois homens na foto seriam amigos de Jackinho. A "festinha" teria ocorrido no último dia 14.

Em entrevista por telefone ao Correio, a prefeita de Camboriú, Luzia Lourdes Coppi Mathias, justificou a exoneração de Jackson. “Não posso admitir este tipo de comportamento em um órgão público”, explicou. Por meio de nota oficial publicada no site da prefeitura, ela agradeceu a atitude do servidor ao colocar o cargo à disposição."Não podemos permitir que atitudes como esta atinjam o Governo Municipal, quando zelamos pela responsabilidade", reiterou Luzia Coppi Mathias.

A prefeita acrescentou que já nomeou um substituto para a Secretaria de Obras. Mas ele deve assumir a pasta somente em outubro.

O Correio tentou contato por telefone com Jackinho, mas não obteve resposta.

Cineteatro Paulo Freire abre temporada de espetáculos teatrais

Clique na imagem para ampliar

Cineteatro Paulo Freire abre temporada de espetáculos teatrais. Serão 14 domingos seguidos com peças infantis e adultas. A iniciativa é coordenada pelo Projeto Mergulho Teatral que conta com o incentivo da Funcultura, Fundarpe e Secretaria de Cultura do Estado. 


A programação tem início neste domingo (30.08), a partir das 16h, com a apresentação do espetáculo Chapeuzinho Vermelho. Os ingressos custam R$ 2,00 e podem ser adquiridos na bilheteria do local. O cineteatro Paulo Freire fica localizado na Av. Marechal Floriano Peixoto, s/n, no Centro da cidade.

Segue programação completa em anexo.

Assessoria de Comunicação

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

CIRCUITO PELA HISTÓRIA DE IGARASSU

Alunos da Escola Estadual João Pessoa Guerra estão conhecendo o acervo do Museu Pinacoteca, localizado no Convento Franciscano de Igarassu,uma das mais importantes coleções da America Latina, composta por 24 quadros e painéis dos seculos XVII e XVIII. A iniciativa teve inicio em 2014 e contempla alunos iniciantes do ensino médio, que passam a conhecer a riqueza do patrimônio histórico de sua cidade.
Para muitos jovens as descobertas realizadas nessas visitas faz um diferencial no seu cotidiano como cidadão, e aumenta a sua valorização com a história municipal. A partir dessas visitas os professores passam a trabalhar vivencias nas disciplinas de História, Artes, Língua Portuguesa entre outras. Fernando Melo - Igarassu / PE.

Fernando Melo - Igarassu / PE
Professor e Ambientalista

Charge do Jarbas - Diário de Pernambuco


MPE é favorável ao registro da Rede

Partido é liderado pela ex-senadora Marina Silva (Foto: Divulgação)

Folhapress

O Ministério Público Eleitoral (MPE) deu parecer favorável à criação da Rede Sustentabilidade, partido fundado pela ex-senadora Marina Silva. Na manifestação, enviada ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o MPE afirma que o partido conseguiu ultrapassar o número mínimo de 486 mil assinaturas de apoiadores para obter o registro. Ainda não há previsão para que registro do partido seja analisado pelo plenário da corte.

Em outubro de 2013, por 6 votos a 1, o TSE negou registro ao partido, porque a legenda não havia conseguido o mínimo de assinaturas exigidas pela Justiça Eleitoral. O tribunal só validou 442.524 assinaturas. Com a decisão, a Rede não conseguiu participar das eleições de 2014.

Na ocasião, os advogados do partido informaram que a Rede conseguiu mais de 900 mil assinaturas e que houve diversas irregularidades cometidas pelos cartórios eleitorais, responsáveis pela validação das assinaturas. Segundo a direção da legenda, 95 mil assinaturas foram anuladas sem justificativa e os cartórios não cumpriram o prazo de 15 dias para auditar os apoiamentos.

Um partido político é criado após registrar a ata de fundação no cartório. Para participar das eleições, é preciso comprovação de um mínimo de 484.169 assinaturas de eleitores. De acordo com legislação eleitoral, o quantitativo corresponde a 0,5% dos votos registrados na última eleição para a Câmara dos Deputados, distribuídos em pelo menos nove estados.

A validade das assinaturas é conferida pelos cartórios eleitorais, que devem emitir parecer sobre a veracidade das informações, de modo a evitar fraudes.