domingo, 30 de outubro de 2016

Conheça a quimioprevenção, indicada para mulheres com alto risco para desenvolver câncer de mama

Maria Dulce faz quimioprevenção porque apresenta risco elevado de desenvolver o câncer de mama (Foto: Diego Nigro/JC Imagem)

NE10

Mulheres com risco elevado para desenvolver câncer de mama, por apresentarem lesões consideradas pré-cancerígenas, têm como opção recorrer à quimioprevenção, caracterizada pelo uso de medicamentos que têm se mostrado eficazes para reduzir o risco de aparecimento da doença apenas nos casos em que a chance para ter um tumor no seio é alta. Ou seja, não são medicações indicadas para a população em geral, mas podem diminuir em cerca de 50% o risco da doença no grupo de mulheres cujas lesões nos seios têm alta probabilidade de evoluir para um câncer.

“É o caso da hiperplasia ductal atípica, condição em que células dos ductos mamários estão com formação alterada. Isso pode ser um passo para o aparecimento do tumor. Para essas pacientes, a quimioprevenção pode ser uma alternativa e deve ser seguida por cinco anos”, explica o oncologista Rossano Araújo, da Oncoclínica Recife e do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc).“A quimioprevenção pode ser uma indicação para pacientes com lesões pré-cancerígenas e aquelas com alto risco de câncer de mama por fatores genéticos e hereditários”, destaca o oncologista Rossano Araújo (Foto: Edmar Melo/Acervo JC Imagem)

Nesses casos, os medicamentos usados são os mesmos prescritos na fase do tratamento da doença realizado após cirurgia de retirada de tumor, a fim de eliminar possíveis células cancerígenas. “O câncer de mama tem incidência alta: em cada oito a dez mulheres, uma terá o tumor no decorrer da vida. Algumas, no entanto, apresentarão risco mais elevado. Cabe ao médico avaliar se, além de propor exames mais frequentes, poderá indicar o tratamento hormonal preventivo. A medicação escolhida leva em consideração a fase da vida reprodutiva da mulher”, frisa a oncologista Cristiana Tavares, do Huoc.

Nenhum comentário :

Postar um comentário