quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Na crise, deputado quer que empresas doem material de higiene e papelaria para PM, bombeiros e presídios de Pernambuco

Deputado estadual Ricardo Costa. Foto: Rinaldo Marques/Alepe

Pinga fogo
JC Online

Em meio à crise econômica e à onda de violência em Pernambuco, o deputado estadual Ricardo Costa (PMDB) apresentou um projeto de lei, à Assembleia Legislativa (Alepe), que prevê a criação do programa “Empresa Amiga da Segurança Pública”. É um programa de estímulo à doação, por empresas, de material de higiene e papelaria para a Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e para os presídios. Em troca, elas receberiam apenas autorização para fazer publicidade de sua participação como empresa doadora do programa.

Ao justificar a proposta, Ricardo Costa, que é aliado do governo estadual, diz que os profissionais da segurança pública estão “sem condições básicas de trabalho, chegando ao ponto de não haver registro de ocorrência nas delegacias por falta de papel para impressão”.

Depois de anos de sucesso do Pacto Pela Vida, programa de segurança pública criado pelo então governador Eduardo Campos (PSB), os índices de violência de Pernambuco começaram a subir novamente em 2014. Atualmente, o assunto virou o maior calo político do governador Paulo Câmara (PSB). E justamente por isso virou mote de candidaturas de oposição ao partido socialista, no período eleitoral.


Confira a íntegra do texto em que o deputado justifica a proposta:
“O Estado atravessa uma crise econômica sem precedentes, afetando diretamente nossa população e é nosso dever encontrar meios para minimizar esses problemas. Os profissionais da Segurança Pública estão sem condições básicas de trabalho, chegando ao ponto de não haver registro de ocorrência nas delegacias por falta de papel para impressão.

Para tentar minimizar esses problemas, todos os setores da sociedade podem unir-se para auxiliar na manutenção da estrutura das nossas unidades de segurança pública.

A ideia de solidariedade que visa o presente projeto é uma importante forma de cooperação para auxiliar na melhoria das condições de trabalho dos profissionais da segurança Pública do Estado de Pernambuco.

Assim sendo, peço aos meus ilustres pares a melhor das acolhidas na aprovação do presente Projeto de Lei.”

Nenhum comentário :

Postar um comentário