sexta-feira, 28 de outubro de 2016

STF chancela Renan e deixa Carmem Lúcia em saia justa

Blog do Kennedy

A decisão do ministro Teori Zavascki de suspender a Operação Métis deixa a presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, numa situação ruim. Zavascki mandou a investigação da primeira instância da Justiça Federal para o âmbito do Supremo. Na prática, Zavascki deu razão à queixa do presidente do Senado, Renan Calheiros, de que o juiz federal de primeira instância não poderia ter autorizado a Operação Métis, aquela ação da Polícia Federal no Senado na semana passada que prendeu policias legislativos.

O ministro Gilmar Mendes, também do Supremo, apoiou a decisão de suspender a Operação Métis. Nesse contexto, a ministra Cármen Lúcia chega enfraquecida amanhã à reunião dos chefes dos Tres Poderes. Ela respondeu institucionalmente às críticas de Renan, porque era o papel dela, mas, no mérito, há dois ministros do Supremo que pensam diferente da presidente do Supremo.

Nenhum comentário :

Postar um comentário