terça-feira, 8 de novembro de 2016

Temer admite que pode transformar MP do ensino médio em projeto de lei

Carla Araújo, Fabricio de Castro e Eduardo Rodrigues

Estadão

O presidente Michel Temer afirmou nesta terça-feira que poderá transformar a Medida Provisória (MP) que reforma o ensino médio em projeto lei para ser analisado pelo Congresso e criticou a ocupação das escolas. "Se for necessário votar projeto de lei, nós votaremos. Não há problema nisso." O fato de o governo querer reformar o ensino médio por meio de uma MP, e não um projeto de lei, é alvo de críticas de especialistas. 
Temer afirmou ainda que a MP produziu o efeito de provocar o debate sobre a necessidade de reforma do ensino. "Não que seu seja a favor da MP, mas ela vai instalar uma discussão no País com vista no ensino médio”, disse. “As pessoas debatem sem ler o texto.”

O presidente também criticou a ocupação nas escolas feita por estudantes em protesto contra a MP e a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 241, que estabelece um teto de gastos para o governo nos próximos 20 anos. Segundo Temer, hoje "usa-se o argumento físico e não o verbal". "Se ocupa a escola, a estrada", disse, em discurso durante evento na Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O presidente disse ainda que "não é possível" que as crianças não saibam multiplicar, não saibam falar o português. "A MP produziu ou não produziu efeito? Produziu. Estão discutindo. Estão até levando a efeito físico."

Nenhum comentário :

Postar um comentário