quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Suspeito de armazenar pornografia infantil é preso em Paulista

Operação apreendeu um disco rígido e um notebook com vasto material contendo pornografia infantil. Foto: PF/ Divulgação


Um homem suspeito de armazenar conteúdo de pornografia infantil na internet foi preso durante uma operação realizada pela Polícia Federal em Pernambuco. Um porteiro de 31 anos foi detido em flagrante em Maranguape I, Paulista, depois que uma análise pericial em seu notebook detectou a presença de vasto material contendo pornografia infantil.

A operação Help, como foi batizada, tinha o objetivo inicial de cumprir dois mandados de busca e apreensão expedidos pela 4ª Vara da Justiça Federal nos bairros de Maranguape I e Jardim Paulista, ambos em Paulista. Ao todo foram apreendidos um notebook, um disco rígido. Os trabalhos foram realizados ontem por oito policiais federais do Grupo de Repressão a Crimes Cibernético para reprimir crimes de divulgação fotos e vídeos com conteúdo pornográfico infantil pela internet.

Levado para a sede da Polícia Federal, o porteiro confessou em interrogatório que começou a se interessar por pornografia infantil no ano de 2013, quando se separou de sua companheira que teria um comportamento violento e teria provocando nele alguns traumas e depressão profunda. Ele disse também que nunca chegou a produzir vídeos com material pedófilo nem manteve qualquer relação sexual com criança ou adolescente. O preso adiantou que a partir de ano que vem, pretende começar a cursar psicologia, uma vez que já foi aprovado no vestibular.

Ele foi autuado em flagrante por possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente e pode ser condenado a pagar uma pena de um a quatro anos de reclusão. Depois de pagar uma fiança de R$ 1 mil, ele vai responder ao processo em liberdade.

Nenhum comentário :

Postar um comentário