domingo, 11 de dezembro de 2016

Casarão na Boa Vista é restaurado por Alemão e vira ponto turístico



Um empresário e art designer alemão, uma casa e uma história de paixão que tem como endereço, a rua da soledade, uma das mais tradicionais do bairro da Boa Vista, na área central do Recife. A casa de número 37 já chama atenção pela fachada, cheia de detalhes do estilo neoclássico. Foi isso conquistou o estrangeiro, que precisava se mudar para Pernambuco por conta do trabalho. Klaus Meyer queria só um imóvel para ter um escritório e morar. Encontrou bem mais que isso. “Quando eu comecei a restaurar a casa, descobri que havia muitas obras de arte cobertas por pinturas e achei que isso não poderia ficar fechado. As pessoas tem o direito de conhecer isso. Mudei todo o plano”, disse Meyer. 

A Vila Ritinha era a residência de um casal de portugueses da elite: ela, Ritinha; ele, um barão de açúcar. A casa era famosa porque reunia o melhor da arte e da arquitetura daquele momento e abrigava festas da alta sociedade do século XIX, época em que foi construída.
Fachada restaurada da casa na boa vista que é conhecida como Villa Ritinha
Fachada restaurada da casa na boa vista que é conhecida como Villa Ritinha
Reprodução/TV Jornal
O amor do alemão por essa história já dura dois anos e meio. Nesse tempo, Klaus já conseguiu restaurar 60% do imóvel, que tem 400m². Na sala de espelhos, há um estuco no teto que foi recuperado. É uma arte em auto-relevo, do estilo francês da época. Nas paredes, os frescos feitos com a técnica italiana pelo artista português Pires, revelam fotos de autoridades importantes, como o Barão de Nassau, político influente. Nos corredores, outras obras de arte também foram encontradas e estão em fase de recuperação. Muitos portais da casa foram recuperados e estão novinhos em folha. O telhado e o jardim também já receberam cuidados. No quintal, uma jaula rouba a cena. Nela, os antigos moradores cuidavam de um leão. “No século 19, o leão era um símbolo de riqueza. Então, os donos o mantinham numa jaula no quintal para mostrar para os vizinhos e aos visitantes da casa”, explicou o alemão e dono da casa.
Jaula que abrigava um leão que pertencia a um casal de moradores portugueses da casa, no século XIX
Jaula que abrigava um leão que pertencia a um casal de moradores portugueses da casa, no século XIX
Reprodução/TV Jornal
4 milhões de reais já foram gastos entre a compra da casa e o projeto de restauração. O melhor é que esse patrimônio cultural está de portas abertas ao público. Além de um café, a casa do alemão já hospeda uma exposição que reúne quadros e esculturas de artistas famosos como Reynaldo Fonseca. Uma das obras expostas é vendida a 85 mil reais. Mas para ver tudo de pertinho, incluindo a evolução da restauração da casa, os visitantes não precisam pagar nada.

Horário de visitas

A Vila Ritinha fica na Rua da Soledade, 37, no bairro da Boa Vista. O horário de visitação do público é de terça a domingo das 13h às 21h. Para quem quiser contribuir com o projeto, é possível fazer a adesão de uma contribuição mensal de R$ 40.

Nenhum comentário :

Postar um comentário