quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Por medo de assaltos, ônibus rodam com luzes apagadas em Olinda

A medida está sendo tomada por motoristas da linha PE-15/Afogados
Diego Nigro/JC Imagem

JC Online

"A situação é péssima lá. A via é esburacada, tem um semáforo, que faz com que os ônibus parem. Tudo que facilita para a ação dos assaltantes". A frase é do jornalista João Lopes, de 25 anos, passageiro da linha 914 - PE-15/Afogados, ao falar sobre um trecho II Perimetral, em Olinda, onde aconteceram três assaltos apenas nas últimas 24h. Por este motivo, usuários do transporte público relatam que os motoristas de ônibus estão optanto por desligar as luzes internas dos coletivos ao passar pela via, na tentativa de evitar a investida dos bandidos.

De acordo com João, que reside em Paulista, também no Grande Recife, e utiliza a linha todos os dias para ir ao trabalho, os motoristas buscam parar bem antes do sinal que fica no cruzamento da II Perimetral com a Avenida Presidente Kennedy, e aceleram o veículo rapidamente quando o semáforo fica verde. "Fica tudo apagado dentro do ônibus, como se ele estivesse indo para a garagem", declara João. Também passageiro da linha, o estudante Roberto Melo*, de 22 anos, declara que a tática começou a ser adotada neste ano, após o crescimento no número de assaltos na via. 

"Em partes concordo com a postura do motorista. Ajuda na segurança do passageiro e deles também (motoristas e cobradores)", comenta Roberto. Após ser assaltado, em outubro do ano passado, na mesma linha, João Lopes declara que tem medo, principalmente quando o coletivo passa pela II Perimetral. "Tenho muito medo de andar na linha. Eu acho que a gente tá em um momento extremamente perigoso. Infelizmente tenho que concordar com esta medida (das luzes). É lamentável, mas é uma tentativa de minimizar os assaltos", completa João.

Sindicato confirma

O Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco confirma a medida dos motoristas do PE-15/Afogados. "Falta investimento e as condições de trabalho estão desastrosas. É verdade que estão apagando as luzes, alguns motoristas estão com medo. Até porque, são mais de 10 assaltos por dia", afirma Genildo Pereira, membro do Sindicato. Somente até o dia 25 de janeiro deste ano, 251 ônibus sofreram investidas de bandidos. No ano passado, o número de coletivos assaltados em janeiro foi de 175.

"Os motoristas, cobradores e passageiros já não estão aguentando mais", acrescenta Genildo. Ele declara que Olinda é um dos campeões na quantidade de assaltos neste ano: as investidas acontecem, principalmente, na II Perimetral, na Pan Nordestina e na PE-15.

Sobre o assunto, a Urbana-PE enviou uma nota. Confira na íntegra:

A Urbana-PE informa que o procedimento não consta no Manual de Operação do STPP/RMR e que vai apurar o relato com as empresas operadoras da linha.

Sobre combate aos assaltos:

A Urbana-PE tem buscado soluções junto ao Governo do Estado e órgão gestor para prover maior segurança ao serviço de transporte público. Destacamos o investimento na Bilhetagem Eletrônica e o estímulo ao uso de cartões eletrônicos VEM para pagamento das passagens, de maneira a reduzir o montante de dinheiro a bordo e tornar o assalto aos coletivos menos atrativo. O setor tem ainda investido em câmeras de vídeo, cofres nos veículos e sistema de GPS. Também reforçamos que as empresas operadoras enviam relatórios detalhados com os registros dos assaltos às autoridades competentes de forma a permitir o planejamento da ação policial.

A Polícia Militar de Pernambuco também falou sobre o assunto por meio de uma nota, afirmando que realiza a Operação Transporte Seguro, que identifica os pontos com maior incidência de ocorrências. "A localidade apontada pela reportagem foi apresentada para a coordenação dos trabalhos, para que se possa dar uma atenção ainda maior no sentido de impedir a ação dos bandidos. A PMPE destava que as abordagens a coletivos são feitas com o lançamento ordinário dos batalhões dde área e também dos especializados, a exemplo da Radiopatrulha e da CIPCães. Lembra, ainda, que no ano de 2016 foram ralizadas mais de 42 mil abordagens a ônibus e, este ano, somente até o último dia 15, já ocorreram cerca de duas mil".
Protesto no TI Xambá

Por volta das 16h30 dessa terça-feira (24), motoristas e cobradores dos coletivos que passam pelo TI Xambá, em Olinda, realizaram uma paralisação nas atividades por uma hora, em protesto contra a quantidade de assaltos a ônibus na cidade. Além disto, eles fecharam a via na proximidade do terminal.

De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, 14 assaltos foram registrados no Grande Recife nas últimas 24h. Entre os coletivos assaltados, sete trafegavam pelo Recife. Os crimes aconteceram nos bairros de Campo Grande, na Zona Norte; Afogados, Torrões e Barro, na Zona Oeste; Ibura e Imbiribeira, na Zona Sul e em São José, na área Central do Recife. Em Olinda, três assaltos ocorreram na II Perimetral, perto do lixão de Aguazinha. Outra investida aconteceu em Águas Compridas. Em Jaboatão dos Guararapes, um coletivo foi assaltado em Prazeres.

*Nome fictício. O personagem preferiu não ter o seu nome divulgado

Nenhum comentário :

Postar um comentário