sábado, 18 de fevereiro de 2017

Primeiro Clássico das Multidões acontece neste sábado, no Arruda

Irreverente, Everton Felipe apimentou embate com polêmica direcionada aos tricolores
Foto: Anderson Stevens

Paulo Henrique Tavares e Gustavo Lucchesi
Folha de Pernambuco

Descaracterizado por conta dos baixos públicos neste Campeonato Pernambucano, além do agravante de “competir” com o último final de semana de prévias carnavalescas, o Clássico das Multidões não deve contar com arquibancadas lotadas. Isso não significa necessariamente que faltarão molho e tempero no duelo entre Santa Cruz e Sport, neste sábado (18), às 16h30 (horário de Recife), no Arruda. 

O primeiro ingrediente é a disputa pela liderança do Hexagonal do Título, com o vencedor do confronto podendo assumir a ponta da classificação. Líder com sete pontos, ao lado do Salgueiro, o Leão, ainda invicto nesta temporada, tenta se isolar na ponta. Já a Cobra Coral, também invicta em 2017, ocupa a terceira colocação desta etapa, com cinco pontos ganhos e só uma vitória pode alavancar o time ao primeiro posto. 

Neste domingo, o Carcará encara o Central, no Cornélio de Barros. O segundo tempero adicionado ao duelo é o jogador Everton Felipe. Irreverente, o rubro-negro fez várias provocações aos tricolores, que preferiram “dar a resposta dentro de campo”.

Três dos cinco dias que o técnico Vinícius Eutrópio teve para preparar o Santa Cruz antes deste clássico foram de portões fechados. A imprensa pode acompanhar apenas um dos trabalhos, mas com a proibição de uso das imagens da movimentação. Tal postura revela o tamanho do cuidado que o comandante tricolor está tendo para encarar o Sport. A definição do time titular para este sábado só deverá ser feita momentos antes de a bola rolar. A principal dúvida do comandante tricolor passa pela condição do meia Léo Costa.
Uma das principais referências da equipe, ele se machucou no último jogo, diante do Uniclinic/CE, e só participou de parte de um treinamento desta semana. Com dores na coxa esquerda, o jogador realiza um tratamento para poder reunir condições de entrar em campo. “A gente vai aguardar até o final para tentar colocar ele em jogo. Mas só vamos colocar se tivermos certeza de que ele vai entrar e não ser prejudicado para os próximos jogos”, disse Eutrópio.
A ausência do meia em boa parte dos treinamentos desta semana serviu para o treinador tricolor testar algumas opções no time titular. Seguindo a lógica de trabalho de Eutrópio, é possível afirmar que o principal candidato para substituir Léo Costa é o meia Thiago Primão. As outras duas possibilidades são os atacantes Wiliam Barbio e André Luís.
Pelo lado da Praça da Bandeira, o treinador Daniel Paulista não vai fazer mistério. 

Utilizando um time considerado reserva no compromisso durante a semana, no empate diante do Belo Jardim, o comandante confirmou que irá manter a mesma formação que empatou contra o River/PI, pela Copa do Nordeste, com Leandro Pereira na titularidade e André como opção no banco de reservas. Recuperado de uma lesão na coxa direita, o colombiano Reinado Lenis volta a ser relacionado e também ficará entre os suplentes. Com cinco vitórias e dois empates, o Sport ainda não sabe o que é perder nesta temporada.

Nenhum comentário :

Postar um comentário