quarta-feira, 21 de abril de 2021

Prefeito Yves Ribeiro decreta luto oficial, pela morte do cantor paulistense Augusto César


O cantor pernambucano morreu aos 61 anos devido complicações do COVID-19_

O cantor paulistense Augusto César morreu, na noite desta terça-feira (20), aos 61 anos, no Recife, por complicações do Covid-19. O cantor que já possuía algumas comorbidades como, diabetes, teve três paradas cardíacas antes de falecer. Ele estava internado no Hospital da Hapvida da Caxangá.

O Prefeito do município do Paulista, Yves Ribeiro, decretou luto oficial de três dias pela morte do cantor, símbolo da música romântica que dominava as paradas de sucesso tornando-o popular na década de 80.

Vida e Carreira

Augusto César nasceu em Paulista, no dia 27 de julho de 1959, começou sua carreira em programas de rádio ainda criança. Sua primeira gravação com um álbum de estreia ocorreu no ano de 1985. Seu maior sucesso veio após dois anos de gravação com a música “Escalada” tornando-se sucesso nacional, com direito a disco de ouro.

Além de “Escalada”, outros sucessos foram “Te desejando em silêncio”, “Amor de verdade”, “Como posso te esquecer?” e tantas outras na coletânea “20 super sucessos”.

Cerimônia de sepultamento

O sepultamento do cantor está marcado para às 17h desta quarta-feira (21) no cemitério Morada da Paz em Paulista. Não haverá velório, mas o cemitério disponibilizou para os fãs que desejarem prestar uma última homenagem um obituário para serem depositadas mensagens ou acender uma vela. O site para acesso é www.moradadamemoria.com.br

Nenhum comentário :

Postar um comentário